Homicídios de ambientalistas na América Latina chegam a 122, denuncia jornal do Vaticano

Mais Lidos

  • As responsabilidades das Forças Armadas no golpe. Artigo de Jean Marc von der Weid

    LER MAIS
  • “Gostaria de mais casos de anulação de casamento. Ajuda a curar o sofrimento da separação”, afirma cardeal Zuppi

    LER MAIS
  • Terra Yanomami tem 363 mortes registradas no 1º ano do governo Lula

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

18 Mai 2017

Pode-se morrer de clima, e não apenas por causa da poluição. Os ativistas que defendem o ambiente, muitas vezes comprometidos com o combate de interesses que os dominam, arriscam a vida. Em 2015, foram assassinados 185 no mundo, 122 deles na América Latina.

A reportagem é do jornal L’Osservatore Romano, 17-05-2017. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Quem divulgou os dados foi a organização internacional Global Witness, que, em 10 anos, documentou 1.176 assassinatos de militantes ecologistas em todo o mundo.

Aqueles que lutam pelo respeito do nosso planeta – denuncia a Global Witness – muitas vezes não gozam de qualquer tipo de proteção, nem midiática nem de segurança, e também atacam interesses de grupos muito poderosos, lobbies e multinacionais, ou do crime organizado.

Na América Latina, o Brasil é o país mais perigoso para os ativistas. Os atingidos são os militantes envolvidos nas negociações nos grandes projetos de infraestrutura e os índios que lutam pelo respeito das suas terras.

Os autores do relatório apontam que, muitas vezes, as investigações sobre os homicídios são muito superficiais e só chegam a afetar, no melhor dos casos, o autor material do assassinato, e não aqueles que estão por trás, os mandantes.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Homicídios de ambientalistas na América Latina chegam a 122, denuncia jornal do Vaticano - Instituto Humanitas Unisinos - IHU