Morador de rua é espancado até a morte no centro de Porto Alegre

Mais Lidos

  • Católicos cínicos e a negatividade em relação ao Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Campanha da Fraternidade 2024: Fraternidade e Amizade Social. Artigo de José Geraldo de Sousa Junior e Ana Paula Daltoé Inglêz Barbalho

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

26 Fevereiro 2013

Um morador de rua identificado como Wolney Ciro de Souza Salgueiro, 47 anos, foi morto por linchamento em frente ao Mercado Público, no centro da Capital, nessa madrugada.

A reportagem é de Eduardo Torres e publicada pelo Zero Hora, 25-02-2013.

Por volta das 4h20min, um grupo de cinco pessoas teria perseguido o morador de rua desde a Praça XV até a Rua Siqueira Campos e ali o agrediram com socos e pontapés. Já caído, ele teria levado quatro pedradas fatais na cabeça.

Pouco tempo depois, um homem que ainda não teve a identidade revelada pela polícia se apresentou confessando participação no crime. Ele está custodiado no HPS, com supostos problemas cardíacos, e será autuado em flagrante pelo homicídio. Imagens das câmeras de monitoramento do Centro ajudarão a identificar os demais participantes.

O caso é apurado pela 2ª DHPP.

A Guarda Municipal da Capital divulgou na tarde desta segunda-feira imagens registradas por câmeras de monitoramento que mostram a agressão a um morador de rua no centro de Porto Alegre.

Atenção, as imagens são fortes.

(Confira a noticia do dia 26/02/2013)

Que sentimentos essa notícia provocou em você?

O texto bíblico a seguir pode lhe iluminar.

Leia-o e deixe que ele ecoe em você.

Que me interessa a quantidade dos seus sacrifícios? - diz Javé.
Estou farto dos holocaustos de carneiros e da gordura de novilhos.
Não gosto do sangue de bois, carneiros e cabritos.
Quando vocês vêm à minha presença e pisam meus átrios,
quem exige algo da mão de vocês?
Parem de trazer ofertas inúteis.
O incenso é coisa nojenta para mim;
luas novas, sábados, assembléias... não suporto injustiça junto com solenidade.
Eu detesto suas luas novas e solenidades.
Para mim se tornaram um peso que eu não suporto mais.
Quando vocês erguem para mim as mãos, eu desvio o meu olhar;
ainda que multipliquem as orações, eu não escutarei.
As mãos de vocês estão cheias de sangue.(Is 1,10-15)


Com confiança faça uma oração com o que sentiu.

Se quiser, pode escrever sua prece e enviá-la, para que outros possam rezar junto pelo site.
Mande sua mensagem pelo formulário abaixo:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Morador de rua é espancado até a morte no centro de Porto Alegre - Instituto Humanitas Unisinos - IHU