Apoio na França aos párocos austríacos ''desobedientes''

Mais Lidos

  • Católicos cínicos e a negatividade em relação ao Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Campanha da Fraternidade 2024: Fraternidade e Amizade Social. Artigo de José Geraldo de Sousa Junior e Ana Paula Daltoé Inglêz Barbalho

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

09 Fevereiro 2012

Os padres da diocese de Rouen, na França, são solidários ao Apelo à desobediência de 320 padres austríacos. Por uma verdadeira obediência ao evangelho, eles querem uma Igreja que escute as necessidades e as expectativas dos homens e mulheres de hoje.

Publicamos aqui o manifesto publicado em seu blog, Sapafrance.canalblog.com, 02-02-2012. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Eis o texto.

Por que este blog? Queremos poder expressar através deste blog a nossa mensagem a fim de que não seja nem deformada nem mal interpretada.

Somos um grupo de padres e de diáconos da diocese de Rouen e somos solidários ao Apelo à desobediência dos 320 padres austríacos.

Por uma verdadeira obediência ao Evangelho

Aprovamos o texto do Apelo à desobediência. Acrescentamos que queremos uma Igreja que esteja à escuta das necessidades e das expectativas dos homens de hoje, uma Igreja solidária com os pobres e os excluídos.

Escrito em um contexto um pouco diferente do nosso, o manifesto dos padres austríacos tem seus limites: pode-se discutir um ou outro ponto, mas não queremos esperar para nos unirmos ao movimento e poder tentar fazer com que as coisas avancem.

Expressamos igualmente a nossa solidariedade à declaração dos 190 teólogos alemães.

É importante lembrar que a equipe dos padres que tomou a iniciativa do apoio ao apelo dos padres austríacos é a mesma que havia publicado um artigo no jornal La Croix em 2007, com o título O que os nossos bispos esperam?.

Agora, precisamos do apoio de vocês e lhes propomos, portanto, que se unam a nós enviando-nos assinada a nossa petição de apoio [disponível aqui, em francês].

Comitê diretor:

Paul Flament
Guy Gravier
René Gobbé
Jean-Marie Héricher

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Apoio na França aos párocos austríacos ''desobedientes'' - Instituto Humanitas Unisinos - IHU