Superioras religiosas abordam a questão do abuso de poder com um seminário via web

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Celibato dos padres no centro do Sínodo. O caso dos abusos impulsiona as reformas

    LER MAIS
  • A geração Z é a geração ‘do Fim do Mundo’. Entrevista com Carlos Tutivén Román

    LER MAIS
  • Ratzinger, além de Munique, há uma página negra em seu pontificado. Artigo de Marco Politi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


13 Março 2019

A União Internacional das Superiores Gerais (UISG) abordou a questão do abuso de poder no Direito canônico, “tema candente e atual para a Igreja e para a sociedade", com um seminário via Internet (Webinar), conduzido por duas religiosas canonistas, a irmã Simona Paolini e a irmã Tiziana Merletti, ao qual participaram em videoconferência mais de cem superioras e comunidades de freiras ao redor do mundo.

A reportagem é de Iacopo Scaramuzzi, publicada por Vatican Insider, 12-03-2019. A tradução é de Luisa Rabolini

"Eventos recentes na Igreja, e em particular a Cúpula que aconteceu no Vaticano de 21 a 24 de fevereiro (sobre abusos sexuais contra menores, NdE) destacaram algumas palavras-chave importantes na forma de exercer autoridade, como transparência, ação correta, prestação de contas", disse a irmã Merletti, que em sua palestra aprofundou a questão do exercício da autoridade e das "zonas de sombra".

Aprofundando depois o tema do "abuso de poder que também diz respeito à vida consagrada feminina" e, portanto, não à questão dos abusos sexuais que a UISG pretende abordar em um futuro próximo, a religiosa enfatizou que: "Este é um novo tempo para abrir os olhos e nos despirmos das velhas falsas convicções: não é um tempo para desanimar, mas para arregaçar as mangas”. Diversas "zonas de sombra" destacadas pela religiosa, que podem surgir nos casos mais díspares, da construção de uma casa religiosa até a autoridade da superiora geral sobre as outras superioras, da atribuição de cargos às decisões sobre o noviciado e a profissão temporária das futuras irmãs, da liberdade de consciência ao papel de ecônoma.

Um amplo leque de questões, bem presentes no Código de Direito Canônico aprovado, em 1983, por João Paulo II e ainda hoje em vigor, que, se bem abordadas, oferecem “a possibilidade de mostrar ao mundo um estilo de governo sereno com transparência, corajoso na tomada de ações e ser humilde na prestação de contas", concluiu a Irmã Merletti. Em resposta a perguntas de outras religiosas, a freira enfatizou que "pode acontecer que uma superiora se revele a pessoa errada no lugar errado no momento errado", e nesse caso situações "particularmente graves" podem ser relatadas ao Conselho. De maneira mais geral, "a preparação para a liderança deve começar já na primeira formação e isso é cada vez mais urgente".

A irmã Paolini, por sua vez, desenvolveu em sua palestra uma "apologia do limite", enfatizando como os limites indicados pelo Direito canônico são "instrumentos concretos de ajuda" para um "exercício de poder bom e justo". Em particular, a natureza eclesial nos leva a entender que "a autoridade na Igreja não pode ser gerida arbitrariamente, mas no caminho da Igreja", o método colegiado indica a necessidade de tomar decisões através do consenso, e finalmente tal autoridade deve ter como propósito o de aumentar a fidelidade à própria vocação.

A irmã Paolini, que na resposta às perguntas enfatizou a importância da "competência" em papéis como a ecônoma, concluiu seu discurso citando uma passagem da homilia que o Papa dedicou aos religiosos durante sua viagem ao Panamá: «Nada de cansaço da esperança, sim ao cansaço peculiar do coração daquele que carrega todos os dias o que lhe foi confiado no olhar do primeiro amor. Não nos deixemos roubar a esperança que herdamos, a beleza que herdamos. Que ela seja a raiz viva, a raiz fecunda que nos ajude a continuar a tornar bela e profética a história da salvação".

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Superioras religiosas abordam a questão do abuso de poder com um seminário via web - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV