O Papa “confessa”: redes sociais? “Não sei usá-las; nem celular tenho”

Mais Lidos

  • “Com Francisco cumpre-se a profecia de Arrupe”. Entrevista com Pedro Miguel Lamet

    LER MAIS
  • Somos todos aspirantes a cristãos. Entrevista com Paolo Ricca

    LER MAIS
  • Wim Wenders, Dias Perfeitos – 2023. Artigo de Faustino Teixeira

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

18 Fevereiro 2018

O Papa Paulo VI será santo este ano. A confirmação foi feita diretamente pelo Papa Francisco durante a conversa que teve com os presbíteros romanos na quinta-feira, 15 de fevereiro. O pontífice argentino também brincou que ele e Bento XVI estão “na lista de espera” para a santidade. O encontro aconteceu a portas fechadas na Basílica papal de São João de Latrão, mas hoje a Sala de Imprensa da Santa Sé divulgou alguns detalhes sobre a conversa. Jorge Mario Bergoglio também revelou como é a sua relação com as redes sociais e as tecnologias da comunicação: ele não sabe usar redes sociais, “nem celular eu tenho”, disse ele. E, para enviar um correio eletrônico, “escrevo o texto à mão e o secretário o envia”.

A reportagem é de Domenico Agasso Jr., publicada por Vatican Insider, 17-02-2018. A tradução é de André Langer.

Falando sobre o livreto com as frases do Pontífice que foi distribuído em Latrão, o Papa Bergoglio disse: “Eu já o tinha visto e gostei muito. Há dois Bispos de Roma (recentes) que já são santos (João XXIII e João Paulo II). Paulo VI será santo este ano. Um com a causa da beatificação em andamento, João Paulo I; sua causa está aberta. E Bento e eu, na lista de espera: rezem por nós!”

O Papa também revelou, sobre a sua relação com as redes sociais e com as novas tecnologias: “Muitos de nós estamos nesta idade” avançada; “Sejamos francos: é a última etapa da vida. E nesta idade não se consegue encontrar a linguagem própria do mundo de hoje. Eu não sei como usar as redes e essas coisas... não, nem telefone celular eu tenho. Não sei. Essa linguagem não sei usar. Internet e essas coisas, não sei usar”.

Ele continuou: “Quando eu tenho que enviar um correio eletrônico, escrevo à mão e o secretário manda para mim. Você pode não ter a capacidade de usar as novas técnicas; pode não encontrar a metodologia pastoral que é necessária hoje. É verdade, é uma experiência. Hoje a realidade vai tão na frente, que eu não consigo fazê-lo”.

Em todo caso, há uma riqueza, segundo o Papa, na terceira idade: a de saber dar um sorriso: “O mais importante para esta idade é o que se pode fazer: o que hoje as pessoas necessitam. E essa idade é a idade do sorriso. Oferecer um olhar amável. E isso se pode fazer. Isso se pode fazer”.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Papa “confessa”: redes sociais? “Não sei usá-las; nem celular tenho” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU