Prossegue o escândalo na Oxfam

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • A arte da leitura. Artigo de Enzo Bianchi

    LER MAIS
  • Maria Madalena era realmente de Magdala? Duas pesquisadoras investigam isso

    LER MAIS
  • Os verbos transitivos. Artigo de Gianfranco Ravasi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


15 Fevereiro 2018

A prisão do presidente da Oxfam, o guatemalteco Juan Alberto Fuentes Knight, significa um novo golpe à organização humanitária com sede em Oxford, no Reino Unido. Nos últimos dias, a imprensa local divulgou dois escândalos sexuais que vinculam sua equipe com a contratação de prostitutas em missões no Haiti e Chade.

A reportagem é publicada por Página/12, 14-02-2018. A tradução é do Cepat.

O escândalo apareceu na última sexta-feira, quando o jornal The Times divulgou um relatório interno elaborado pela Oxfam e revelou a contratação de prostitutas, possivelmente algumas menores de idade, e a realização de orgias por parte da equipe da organização, durante sua missão humanitária no Haiti, em 2011.

No domingo, outros meios de comunicação britânicos informaram um caso semelhante ocorrido no Chade. Antigos empregados da organização afirmaram que supostas prostitutas foram reiteradamente convidadas pela equipe da Oxfam à casa da organização, durante sua missão no país africano, em 2006.

Além disso, a imprensa do país apontou que Roland van Hauwermeiren, que liderou a missão da Oxfam em Chade naquele momento, posteriormente, trabalhou no Haiti, após o terremoto de 2010. Saiu da organização em 2011, após ter admitido visitas de prostitutas em seu domicílio no Haiti.

Ontem, a ex-diretora da Oxfam, Helen Evans, acusou alguns empregados desta organização de ter forçado mulheres a manter relações sexuais com eles em troca de ajuda em situações de emergência.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Prossegue o escândalo na Oxfam - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV