Ecofeira: promoção da diversidade e da agricultura sustentável

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • A geração Z é a geração ‘do Fim do Mundo’. Entrevista com Carlos Tutivén Román

    LER MAIS
  • Celibato dos padres no centro do Sínodo. O caso dos abusos impulsiona as reformas

    LER MAIS
  • “A Renda Básica não é em si uma proposta antitrabalho”. Entrevista com Alberto Tena

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


06 Julho 2016

Na quarta-feira, dia 29-06-2016, ocorreu a quarta edição da Ecofeira Unisinos. As atividades paralelas à mostra de alimentos aconteceram no intuito de favorecer o debate sobre alimentos em extinção e também sobre a rotulagem de produtos. Alunos do curso de Nutrição promoveram uma ação do Slow Food, enquanto alunos do Curso de Gastronomia fizeram uma panfletagem para os participantes da feira, atentando para a importância da embalagem e rotulagem dos alimentos.

Slow Food

No estado do Rio Grande do Sul, segundo o movimento Slow Food, dois alimentos tradicionais da região estão em vias de extinção. O primeiro deles é o pinhão, presente nas casas gaúchas durante o inverno. Outro é a bergamota montenegrina, também conhecida como bergamota comum, que assume seu protagonismo na alimentação durante os dias mais frios no estado. Em 2014, o RS produziu 150 mil toneladas de bergamota, enquanto a Região do Vale do Sinos cultivou 5 mil toneladas. A produção fica atrás do número de laranjas, quando no mesmo ano quase 10 mil toneladas de laranjas foram plantadas nos 14 municípios da região. Os dados são do IBGE.

Foto: Carolina Lima

Com o intuito de conscientizar e chamar a atenção para esses alimentos em risco de extinção, alunos do curso de Nutrição realizaram a degustação de bolo de pinhão, bolo de bergamota e bolo de banana durante a mostra de alimentos, na quarta-feira, 29-06-2016. Segundo os alunos, o principal objetivo da ação é incentivar o consumo desses alimentos, também chamando a atenção para os seus diferentes usos. “Queremos incentivar o consumo, por isso a ação. Demonstrar, através da prova, que fica bom”, aponta Guenevere Fransceschi, aluna do Curso de Nutrição da Unisinos.

Outro ponto destacado pelo grupo é a preocupação com o custo-benefício. Os alunos apontam que o consumo de alimentos na época certa faz com que os produtos tenham um preço mais acessível. Além de garantir maior qualidade do alimento e mais segurança, garantindo que o uso de agrotóxicos seja menor, pois o crescimento é na sua época, sem precisar de incentivos químicos para florescer. “A ideia é que voltemos a fazer as coisas mais demoradas, incentivando a agricultura orgânica, retornando às origens. Traz mais vantagens aos alimentos e sai mais barato”, afirma Gerson Moraes, aluno de Nutrição.

A ação faz parte do movimento Slow Food. Este movimento surgiu com o intuito de chamar atenção para os alimentos ameaçados de extinção. O Slow Food tem como base a biodiversidade alimentar e as tradições gastronômicas, com o objetivo de promover um modelo sustentável de agricultura. Durante a ação, os alunos distribuíram panfletos com as receitas dos alimentos e com informações sobre a melhor época para consumi-los. Para saber mais sobre os alimentos em extinção, acesse aqui.

Rotulagem e embalagem dos alimentos

Durante a Ecofeira, a aluna Marcia Tamiozzo, do curso de Gastronomia, distribuiu folders sobre a rotulagem e embalagem de alimentos. Junto com outros alunos do curso de Gastronomia, os folders foram elaborados para chamar atenção sobre a importância do rótulo para os alimentos. “O rótulo é uma garantia da procedência do alimento, garantindo a segurança e qualidade do produto. É na rotulagem que vemos o que estamos consumindo”, garante a aluna.

Foto: Carolina Lima

As informações dos folders falam sobre os itens obrigatórios que devem estar listados nas embalagens, além de chamar atenção para os benefícios dos alimentos orgânicos. Segundo a Lei n° 8.078, do Código de Defesa do Consumidor, as informações sobre um alimento ou produto não devem induzir o consumidor ao erro, sendo claras, corretas, precisas e em língua portuguesa.

A Ecofeira Unisinos também tem proporcionado o debate em volta da reciclagem. No dia da feira, a secretária Márcia dos Santos, funcionária da Unisinos, trouxe de volta suas embalagens. Ela conta que sempre procura reaproveitar as embalagens dos produtos que consome. “Eu reciclo tudo, por uma questão ambiental e social também”, considera. A secretária é cliente assídua da Ecofeira Unisinos, incentivando através da ação a reutilização das embalagens. 

Mostra

A quarta edição da Ecofeira Unisinos contou com a exposição de alimentos agroecológicos, além de bancas da Cooperativa Mundo Mais Limpo, que faz produtos reutilizando óleo de cozinha, e o Projeto Fechando o Ciclo, que conta com a reunião de iniciativas que incentivam hábitos saudáveis e sustentáveis.

O Projeto Fechando o Ciclo conta com as iniciativas Horteria, que incentiva a criação de hortas urbanas, o Cesta Feira, que comercializa cestas com produtos orgânicos, o Corpo com Equilíbrio, que busca promover a adoção de hábitos saudáveis para o corpo, e o Re-ciclo, responsável pela compostagem de resíduos. Já a Cooperativa Mundo Mais Limpo tem como objetivo a emancipação social e a obtenção de recursos econômicos por meio da produção e venda de produtos de limpeza de base ecológica, feitos com óleo de cozinha reciclado.

A próxima edição da Ecofeira Unisinos ocorre na quarta-feira, dia 06-07-2016, e vai contar com mais atividades paralelas que busquem chamar a atenção da comunidade para o consumo sustentável. Um destaque é a atividade Círculo Cultural, coordenada pelo professor Telmo Adams, do PPG de Educação da Unisinos. A ação busca promover o compartilhamento da cultura, onde a comunidade acadêmica e demais participantes é convidada a compartilhar uma música, poesia, contação de história, produções audiovisuais, teatro, entre outras expressões artísticas. O principal objetivo é resgatar a cultura latino-americana construindo alternativas descoloniais.

Para acompanhar a programação da Ecofeira Unisinos acesse o link: http://bit.ly/28YisVo

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ecofeira: promoção da diversidade e da agricultura sustentável - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV