O presidente eleito das Filipinas julga “suficiente” seu pedido de desculpas ao Papa Francisco

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Celibato dos padres no centro do Sínodo. O caso dos abusos impulsiona as reformas

    LER MAIS
  • A geração Z é a geração ‘do Fim do Mundo’. Entrevista com Carlos Tutivén Román

    LER MAIS
  • Ratzinger, além de Munique, há uma página negra em seu pontificado. Artigo de Marco Politi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 16 Mai 2016

O presidente eleito das Filipinas, Rodrigo Duterte, julgou, no domingo, “suficiente” ter apresentado por escrito seu pedido de desculpas ao papa por tê-lo chamado de “filho da p...”, indicando que não iria ao Vaticano como tinha anunciado.

A reportagem é publicada por Libération, 15-05-2016. A tradução é de André Langer.

Interrogado em uma coletiva de imprensa em Davaos (sul) sobre seu projeto de fazer uma viagem ao Vaticano, Duterte declarou que não tem “mais” a intenção. “Isso é o suficiente”, acrescentou, admitindo ter enviado uma carta.

Ele estimou que uma viagem “poderia ser um exercício hipócrita”.

Duterte, eleito no dia 09 de maio em base a um programa populista e que multiplicou as propostas julgadas excessivas, comunicou na quinta-feira que iria viajar ao Vaticano para apresentar pessoalmente suas desculpas ao papa.

Seu porta-voz, Peter Lavina, declarou que era para pedir “perdão” a Francisco.

No lançamento da sua campanha, em novembro passado, o advogado de 71 anos chamou o papa de “filho da puta” por ter provocado engarrafamentos em Manila durante a sua visita ao arquipélago de maioria católica.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O presidente eleito das Filipinas julga “suficiente” seu pedido de desculpas ao Papa Francisco - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV