Maristas criam equipe que acompanha vítimas de abusos sexuais de casos prescritos judicialmente

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • O que precisamos aprender com André Janones

    LER MAIS
  • “A reação de pastores é uma rebelião política em nome da fé”. Entrevista especial com José de Souza Martins

    LER MAIS
  • “A saúde do solo, das plantas e a nossa estão interligadas”. Entrevista com Vandana Shiva

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 13 Abril 2016

Há algum tempo que os Irmãos Maristas trabalham na promoção e defesa dos direitos e da dignidade das crianças. Por isso, estão fortemente comprometidos com a luta contra os abusos sexuais de menores. Desde 2011, o Instituto Marista aborda decididamente o tema e cria equipes internacionais e protocolos próprios de ação e prevenção contra os abusos em todos os países onde está presente.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 11-04-2016. A tradução é de André Langer.

Os centros de educação maristas foram uma das primeiras instituições que, na Catalunha, desenvolveram protocolos que permitiram a promoção de uma cultura de prevenção, detecção e erradicação dos abusos sexuais de menores, assim como outras situações de risco. Graças a estes protocolos, e às demais normas existentes, foram proativos na denúncia daquelas situações que foram possíveis de detectar nos últimos anos. Sempre estiveram perto das famílias e de suas necessidades, respeitando a todo o momento suas decisões.

Quando tiveram notícia de um caso de abuso em algum de seus centros, agiram pedindo perdão e prestando apoio à família, condenando os fatos e denunciando-os.

No mês de abril, os Irmãos Maristas da Catalunha constituíram uma equipe que acompanha as vítimas de abusos sexuais de casos prescritos judicialmente. É uma abertura dirigida a todas as pessoas que sofreram situações de abuso sexual em algum dos seus centros. Com a criação da atividade desta equipe querem reiterar a sua firme vontade de estar ao lado das vítimas, de maneira especial quando a justiça já não consegue fazer mais nada devido à prescrição dos crimes.

O objetivo da intervenção é conhecer a situação atual de cada vítima e fazer propostas à Instituição Marista, para facilitar a cura por meio da reparação dos danos. A intervenção inicial inclui a acolhida, a escuta e a resposta às necessidades de cada vítima, derivadas tanto da vivência, como da frustração que pode comportar a prescrição judicial. Por esta razão, na equipe básica de atenção há um advogado e uma psicóloga.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Maristas criam equipe que acompanha vítimas de abusos sexuais de casos prescritos judicialmente - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV