Cerca de 100 milhões de brasileiros ainda não contam com coleta de esgoto

Mais Lidos

  • Somos todos aspirantes a cristãos. Entrevista com Paolo Ricca

    LER MAIS
  • “O mundo da educação foi sobrecarregado e perturbado pelo surgimento do ChatGPT”. Discurso do cardeal José Tolentino de Mendonça

    LER MAIS
  • O “Filioque” e a história. Artigo de Flávio Lazzarin

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

31 Março 2016

Metade da população brasileira ainda não conta com coleta de esgoto – Instituto Trata Brasil divulga ranking do saneamento básico e pesquisador diz que a situação do Brasil é preocupante.

A reportagem foi publicada por EcoDebate, 30-03-2016.

Em entrevista ao Revista Brasil, o pesquisador do Instituto Trata Brasil, Pedro Scazufca, explica que a situação do Brasil é preocupante e que metade da população brasileira, cerca de 100 milhões de brasileiros, ainda não contam com coleta de esgoto.

O pesquisador explica que o instituto fez uma pesquisa com as 100 maiores cidades. Destas, 20 cidades destacam por terem níveis de atendimento comparados a países mais desenvolvidos, porém, uma boa parte dos 5500 municípios ainda tem um atendimento muito baixo em esgotamento sanitário.

Pedro Scazufca relata que se destacam os municípios no estado de São Paulo, Minas Gerais e Paraná, que apresentam o atendimento mais avançado. Do outro lado do ranking, das 10 cidades que estão nas piores posições, 3 estão no Rio de Janeiro, algumas no Nordeste e as 5 últimas do ranking estão do Norte do país.

Ele explica que a evolução do saneamento é acompanhada de 3 elementos: “um deles é um bom planejamento, você ter planos municipais de água e esgoto, adequados a realidade daquele município, que busque a universalização do serviço. O outro [elemento] é uma regulação adequada do serviço, agências reguladoras que saibam de maneira adequada definir tarifas e fazer a fiscalização do serviço. O terceiro elemento que é muito importante é a gestão, ter uma gestão adequada da concessionaria de saneamento que busque um bom atendimento, mas também a eficiência”, explica.

De acordo com os últimos dados publicados pelo Ministério das Cidades no Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, ano base 2014, o país ainda tem mais de 35 milhões de brasileiros sem acesso aos serviços de água tratada.

Entenda o assunto ouvindo a entrevista na íntegra aqui.

O Revista Brasil é uma produção das Rádios EBC e vai ao ar, de segunda a sábado, às 8h, na Rádio Nacional AM Brasília. A apresentação é de Válter Lima.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cerca de 100 milhões de brasileiros ainda não contam com coleta de esgoto - Instituto Humanitas Unisinos - IHU