Alemanha. Coronavírus, ministro das Finanças de Hesse comete suicídio: “Sob estresse devido à crise pandêmica”

Mais Lidos

  • Como o Papa Francisco está tentando “feminilizar” a Igreja

    LER MAIS
  • “Os maus-tratos aos animais é uma expressão do mal e da nossa incapacidade de aceitar os outros”. Entrevista com Corine Pelluchon

    LER MAIS
  • Israel-Palestina. Um soldado se sacrifica e um primeiro-ministro renuncia: o genocídio em Gaza provoca ações desesperadas

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

30 Março 2020

Thomas Schäfer, o ministro das Finanças do estado de Hesse (Land Hessen), na Alemanha, cometeu suicídio. Seu corpo foi encontrado na manhã de sábado, próximo aos trilhos do ICE, o trem super rápido alemão, perto de Hochheim. E, de acordo com o governador do estado, Volker Bouffier, poderia ser o primeiro suicídio político ligado à epidemia do coronavírus.

A reportagem é de Tonia Mastrobuoni, publicada por La Repubblica, 29-03-2020. A tradução é de Luísa Rabolini.

Preocupações com o futuro da região teriam “esmagado” o político democrata-cristão de 54 anos. Schäfer deixa esposa e dois filhos.

Em uma primeira versão do artigo que noticiava a sua morte, o jornal Faz citou uma carta de despedida em que Schäfer não teria mencionado o vírus diretamente, mas definido o futuro social e econômico da Land como “sem esperança”. Posteriormente, o jornal decidiu remover a carta de despedida da web, mas screenshots continuam circulando nas mídias sociais.

O governador Bouffier lembrou, visivelmente emocionado, que Schäfer estava envolvido “dia e noite” com a atual crise e acrescentou que “devemos partir do pressuposto que ele estava muito preocupado em atender às enormes expectativas da população - especialmente no setor das ajudas financeiras. Eu tenho que assumir que essas preocupações o esmagaram. Ele evidentemente não via mais saída. Estava desesperado e nos deixou”. Há alguns dias, falando ao parlamento de Hesse, Schäfer descreveu a epidemia de coronavírus como “o desafio do século”.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Alemanha. Coronavírus, ministro das Finanças de Hesse comete suicídio: “Sob estresse devido à crise pandêmica” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU