Morre Immanuel Wallerstein, o teórico do “sistema-mundo”

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • A dificuldade de Maria Homem comer Caetano. Artigo de Faustino Teixeira

    LER MAIS
  • Escândalo de Rupnik é nova peça do mosaico do Vaticano sobre casos de abuso

    LER MAIS
  • Maria, a Theotokos. Artigo de Cettina Militello

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


02 Setembro 2019

O cientista social norte-americano Immanuel Wallerstein faleceu nesse sábado aos 88 anos. Teórico do conceito "sistema-mundo", desenvolveu uma particular análise das origens e evolução do sistema capitalista.

A notícia é publicada por Sermosgaliza, 01-09-2019. A tradução é de Cesar Sanson.

Immanuel Wallerstein faleceu aos 88 anos. Sociólogo e cientista político, o escritor norte-americano revolucionou o estudo do capitalismo com a monumental obra O sistema-mundo moderno, estruturada em quatro volumes, o último deles publicado em 2011, referindo-se ao período que se estende da Revolução Francesa até a Primeira Guerra Mundial.

Wallerstein analisou em profundidade o colonialismo africano até os anos 70, quando se converteu num dos mais influentes teóricos da economia capitalista global. Referência para o movimento antiglobalização, desenvolveu uma particular análise das origens e evolução do sistema capitalista.

A sua obra principal O sistema-mundo moderno, publicada em quatro volumes (1974, 1980, 1989 e 2011), estabeleceu as origens do atual sistema econômico global entre finais do século XV e as primeiras décadas do século XVI na Europa, particularmente na Inglaterra e na França. A obra aborda a expansão-transição do capitalismo a partir do feudalismo e antecipa as crises climáticas, demográficas, políticas e mesmo culturais.

Discordou do caráter burguês da Revolução Francesa ao entender que o capitalismo já se consolidara dois séculos antes. É de Wallerstein o mérito de colocar, seguindo o conceito marxista, a superestrutura ideológica no mesmo nível da estrutura econômica. O sistema-mundo de  Wallerstein problematiza os distintos níveis em que se enquadra a ordem mundial: núcleo, semiperiferia e periferia.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Morre Immanuel Wallerstein, o teórico do “sistema-mundo” - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV