El Salvador aprova lei defendida pela Igreja que proíbe a extração de metais

Mais Lidos

  • O Papa: as paróquias devem ser comunidades próximas, sem burocracia. Vídeo do Papa

    LER MAIS
  • "Vou para Roraima em espírito de serviço e de prontidão para aquilo que Deus quer". Entrevista com Dom Evaristo Spengler

    LER MAIS
  • Por um ‘Tribunal Russel’ sobre o genocídio Yanomami. Artigo de Tarso Genro e Marcelo Carneiro da Cunha

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

31 Março 2017

O Congresso de El Salvador aprovou nessa quarta-feira, 29 de março, uma lei que proíbe a mineração de metais no país. A proibição foi aprovada com os votos de 69 dos 84 deputados do Congresso unicameral, que aprovou a proposta que partiu e foi defendida pela Igreja Católica, pela Cáritas El Salvador e pela Universidade Centro-Americana José Simeón Cañas (UCA).

A reportagem é da Agência Fides, 30-03-2017. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Segundo informações obtidas pela Agência Fides, a lei visa a proibir a extração de metais do solo e do subsolo do território salvadorenho. A proibição inclui a exploração, a extração e o processamento, tanto a céu aberto quanto subterrâneo. Proibição também para o uso de substâncias químicas tóxicas, como o cianeto, o mercúrio e outros, e qualquer procedimento de extração de metais.

Em outubro de 2016, o governo salvadorenho ganhou uma causa legal movida pela empresa Oceana Gold (ex-Pacific Rin), que tinha o tinha citado em julgamento por ter negado as permissões de extração de mineração. O arcebispo de San Salvador, Dom José Luis Escobar Alas, dissera em uma coletiva de imprensa: “A lei de mineração que temos é extremamente obsoleta e nos coloca em grave perigo. Torna a nação vulnerável”.

Em apoio do projeto de lei agora aprovado, foram coletadas mais de 30.000 assinaturas, que foram entregues aos deputados no dia 9 de março pelo próprio arcebispo Escobar Alas.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

El Salvador aprova lei defendida pela Igreja que proíbe a extração de metais - Instituto Humanitas Unisinos - IHU