Justin Trudeau se torna 1º premiê a participar de uma parada do orgulho LGBT no Canadá

Mais Lidos

  • Católicos cínicos e a negatividade em relação ao Papa Francisco. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Influenciadores ou evangelizadores digitais católicos? Artigo de Dom Joaquim Mol

    LER MAIS
  • Campanha da Fraternidade 2024: Fraternidade e Amizade Social. Artigo de José Geraldo de Sousa Junior e Ana Paula Daltoé Inglêz Barbalho

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

04 Julho 2016

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, se tornou neste domingo (03/07) o primeiro chefe de governo de seu país a participar de uma parada do orgulho LGBT.

A reportagem fou publicada por Opera Mundi, 03-07-2016.

Como já havia feito antes de se tornar premiê, ele marchou hoje em Toronto ao lado de milhares de gays, lésbicas, bissexuais e pessoas trans e apoiadores da comunidade e foi festejado pelos manifestantes.

Trudeau, entretanto, disse ser “frustrante” que sua presença seja algo tão extraordinário. “Não deveria ser grande coisa o fato de um primeiro-ministro marchar em uma parada do orgulho LGBT e, daqui em diante, não será”, disse ele à imprensa canadense.

Para a ativista Andrea Houston, a presença de Trudeau ressalta o fato de que, apesar da festa, a parada do orgulho LGBT é essencialmente um ato político. “Nós ainda temos que lembrar que a parada é uma marcha política – é um protesto”, disse ela à emissora CTV. “É promovida por nossa comunidade para nossa comunidade e ainda há muitas questões na mesa que nós precisamos discutir”.

Antes da parada, Trudeau participou de um ato religioso aberto pela comunidade LGBT e cantou “Born this way”, de Lady Gaga, junto com os presentes. 

A parada LGBT de Toronto também prestou tributo às vítimas do massacre na boate gay Pulse, em Orlando (EUA), no dia 12 de junho. Os manifestantes fizeram um minuto de silêncio em homenagem aos 49 mortos e mais de 50 feridos.

Trudeau havia anunciado em fevereiro que participaria da marcha, feito inédito para um premiê canadense. “Estou ansioso para estar lá [na parada] novamente, desta vez como primeiro-ministro”, escreveu então em seu Twitter.

O apoio à comunidade LGBT foi uma das bandeiras eleitorais de Trudeau, que assumiu o cargo de premiê em outubro do ano passado.

Também participaram da parada do orgulho LGBT de Toronto o ministro das Finanças do Canadá, Bill Morneau, a chefe de governo de Ontário, Kathleen Wynne – primeira mulher e primeira pessoa abertamente homossexual a ocupar o cargo –, e o prefeito de Toronto, John Tory.

Em 2012, a então primeira-ministra da Dinamarca, Helle Thorning-Schimidt, participou da Parada do Orgulho Gay de Copenhague.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Justin Trudeau se torna 1º premiê a participar de uma parada do orgulho LGBT no Canadá - Instituto Humanitas Unisinos - IHU