Teilhard de Chardin na oração inter-religiosa desta semana

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


20 Julho 2018

Neste espaço se entrelaçam poesia e mística. Por meio de orações de mestres espirituais de diferentes religiões, mergulhamos no Mistério que é a absoluta transcendência e a absoluta proximidade. Este serviço é uma iniciativa feita em parceria com o Prof. Dr. Faustino Teixeira, teólogo, professor e pesquisador do PPG em Ciências da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora – MG.

Ofertório

Visto que, uma vez mais, Senhor,
agora não nas florestas do Aisne,
mas nas estepes da Ásia,
não tenho nem pão nem vinho nem altar,
eu me elevarei acima dos símbolos
até a pura majestade do Real,
e vos oferecerei, eu, vosso padre,
sobre o altar da Terra inteira,
o trabalho e a fadiga do Mundo (...).
O meu cálice e a minha patena
são as profundezas de uma alma
largamente aberta a todas as forças que,
num instante, vão se elevar
de todos os pontos do Globo
e convergir para o Espírito.

Fonte: Teilhard de Chardin. Hino do universo. São Paulo: Paulus, 1994, p. 19.


Teilhard de Chardin | Foto: Pinterest

Pierre Teilhard de Chardin (1881-1995): Jesuíta francês, pensador da condição humana e grande místico contemporâneo. Reconhecido pela originalidade de pensamento, foi contestado filosoficamente e considerado um herege, sendo impedido pelo Vaticano de lecionar no começo da década de 1950. Sua "reabilitação" com a Santa Sé ocorreu em maio 1981, quando o cardeal Agostino Casaroli, secretário de Estado do Vaticano, enviou uma carta ao reitor do Instituto Católico de Paris enaltecendo o trabalho de Teilhard de Chardin. Seu pensamento apresentava uma visão que integrava ciência e teologia e sua principal obra, O Fenômeno Humano (1955), explica sua visão sobre a história do Universo. É autor, entre outras, de Lugar do Homem no UniversoO Meio DivinoA Minha FéReflexões e Orações no Espaço-Tempo e Sobre a Felicidade.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Teilhard de Chardin na oração inter-religiosa desta semana - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV