FSC Friday: Cuidando do começo da vida

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • “Estamos em uma crise civilizatória que começou antes da pandemia”. Entrevista com Raúl Zibechi

    LER MAIS
  • “Essa ideia do fim da história é uma invenção dos conservadores”. Entrevista com Thomas Piketty

    LER MAIS
  • O bispo de Tonga: “A Oceania está em risco. É hora de nos ouvirem”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


01 Outubro 2016

“Se mudarmos o começo da história, mudamos toda a história”. Essa é uma das frases que fazem parte do documentário “O começo da Vida”, da diretora Estela Renner, que ressalta o cuidado com a primeira infância para a construção do futuro da humanidade. E justamente embarcando nesse debate que o Imaflora pretende realizar ações para o FSC Friday, nesta sexta-feira (30), dia que celebra as florestas e o bom manejo para a conservação do meio ambiente.

A reportagem foi publicada por EcoDebate, 29-09-2016.

“Com o filme oportunizamos o debate sobre a importância de cuidar de quem cuida, onde crianças bem cuidadas transformam-se em adultos com maior capacidade de cuidar do planeta”, afirma Daniele Rua, Coordenadora do Conectando Saberes do Imaflora.

O filme foi exibido nesta sexta-feira, 30-09, no Sesc Piracicaba, seguido de um debate. 

“Mas quem são as mulheres nesses espaços?”, questiona Daniele. Segundo ela se o setor florestal ainda é majoritariamente masculino e o cuidado com a primeira infância, no Brasil, ainda é uma atividade feminina.

Daniele afirma que tratar o assunto de diversidade de uma forma geral, ainda é muito novo no Brasil, especialmente na área florestal. “É importante compreender a complexidade dos papéis de gênero, pois isso resulta na identificação de oportunidades para melhoria do manejo florestal e para a construção de uma maior equidade”. Quisemos inovar esse ano pra inclusive provocar esse debate junto a sociedade e aos próprios sistemas de certificação de modo a refletir sobre como avançar neste tema junto as garantias socioambientais almejadas.

Em paralelo ao debate, empresas e organizações que trabalham com certificação FSC e RAS (Rede de Agricultura Sustentável) foram convidadas a realizarem debates dentro de seus espaços sobre o tema.

Princípios e critérios

Atualmente a certificação FSC é a melhor forma de garantir que um produto que você esteja consumindo tenha garantia de origem. A adesão à certificação florestal é voluntária e para conseguir o selo é preciso que a empresa siga compromissos econômicos, sociais e ambientais e que toda a cadeia seja certificada.

Questões ligadas a gênero já fazem parte dos indicadores, relacionada à questão trabalhista, mas Daniele afirma que a relevância deste debate tem crescido principalmente em fóruns internacionais e que o aprofundamento de temáticas ligadas a gênero e diversidade tende a se aprofundar.

Segundo o FSC Brasil, o Brasil possui 6,176 milhões de hectares certificados na modalidade de manejo florestal envolvendo 110 operações de manejo, entre áreas de florestas nativas e plantadas. O país ocupa o 6º lugar no ranking total do sistema FSC.

Leia mais...

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

FSC Friday: Cuidando do começo da vida - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV