Colômbia. Narcotráfico coloca sacerdotes em risco

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Populismos, autoritarismos e resistências emergentes

    LER MAIS
  • Às leitoras e aos leitores

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Cesar Sanson | 06 Fevereiro 2013

A denúncia de padres católicos contra o tráfego de drogas coloca-os em risco de morte. Nos últimos anos foram assassinados 25 padres na Colômbia e 22 no México, muitos por esse motivo.  A contagem é da Agência Fides, ligada à Congregação para a Evangelização dos Povos. No México, a contagem é do Centro Católico Multimídia, da Congregação Sociedade de São Paulo.

A reportagem é do sítio ALC, 06-02-2013.

Entrevistado em 2011 pela revista Processo, o responsável pela elaboração do relatório pelo Centro Multimídia, Gustavo Antonio Rangel, disse que padres, como quaisquer outros cidadãos mexicanos, pagam "cotas" ao crime organizado.

"Os delinquentes solicitam dinheiro em troca de uma suposta proteção aos párocos". As ameaças vão desde a queima dos espaços sagrados, sequestros ou morte do religioso, caso não pague a cota.

Em 2010, informou Rangel, mais de 1 mil sacerdotes foram vítimas de tentativa de extorsão e 162 foram ameaçados de morte.

O desaparecimento do sacerdote Santiago Álvarez, da diocese de Zamora, é o mais recente caso de um religioso atingido pela insegurança e pela violência no México. Ele está desaparecido desde 27 de dezembro do ano passado.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Colômbia. Narcotráfico coloca sacerdotes em risco - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV