A Igreja metodista pede perdão por dois mil casos de abusos

Revista ihu on-line

Zooliteratura. A virada animal e vegetal contra o antropocentrismo

Edição: 552

Leia mais

Modernismos. A fratura entre a modernidade artística e social no Brasil

Edição: 551

Leia mais

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco não é contra ‘novos movimentos eclesiais’, ele apenas favorece alguns em detrimento de outros

    LER MAIS
  • A síndrome do pensamento acelerado

    LER MAIS
  • Simone Weil: Uma carta de coração

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 29 Mai 2015

A Igreja metodista britânica emitiu nesta quinta-feira uma desculpa pública após serem confirmados cerca de dois mil casos de abusos sexuais, físicos e emocionais cometidos por membros da igreja desde os anos 50 do século passado.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 28-05-2015. A tradução é de André Langer.

A Conferência Metodista, órgão máximo reitor, publicou um relatório que detalha 1.885 casos de abusos perpetrados por reverendos e funcionários eclesiásticos e também por pessoas de fora da Igreja, mas dos quais esta tinha conhecimento.

Desses, 61 casos foram entregues à Polícia, que abriu seis investigações. O secretário-geral da Conferência, Martyn Atkins, expressou em nome do metodismo uma “desculpa sem reservas” pela falta de procedimentos de controle que levou aos abusos de crianças e adultos.

“Os abusos que alguns metodistas infligiram a crianças, jovens e adultos são e sempre serão fonte de profunda dor e vergonha para a Igreja”, disse Atkins, que garantiu que os erros serão corrigidos.

A Igreja metodista explicou que o relatório, elaborado ao longo de três anos pela ex-subdiretora da organização de proteção de menores Barnado Jane Stacey, foi feito para “aprender dos erros do passado” e garantir que a Igreja seja “um lugar seguro para todos”.

Esta confissão religiosa protestante, que surgiu no século XVIII como uma dissidência “não conformista” do anglicanismo, é a quarta maior denominação cristã no Reino Unido, com mais de 200 mil membros em 2013.

A Igreja metodista é a última a confessar casos de abuso histórico neste país após uma série de investigações realizadas também na Igreja católica e na majoritária Igreja anglicana.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

A Igreja metodista pede perdão por dois mil casos de abusos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV