Trabalho (90)

Admissões e desligamentos do mercado formal de trabalho são dois dados para acompanhar a movimentação das pessoas e empregos nas diferentes áreas geográficas do Brasil.  O Observatório Unilasalle: Trabalho, Gestão e Políticas Públicas, coordenado pelo Prof. Dr. Moisés Waismann, é um dos parceiros do ObservaSinos, que elabora e publica a “Carta do Mercado de Trabalho” evidenciando a movimentação de trabalhadores no Brasil, estado do Rio Grande do Sul, Região Metropolitana de Porto Alegre e no município de Canoas. Os dados apresentados na “Carta”, referenciando o…
No Brasil, trabalho formal é aquele que a carteira profissional é assinada e existe um vínculo estabelecido entre empregador e empregado. O número de vínculos trabalhistas existentes em 31 de dezembro de cada ano e informações sobre as empresas, os trabalhadores e as ocupações destes integram a Relação Anual de Informações Sociais – RAIS. Esta base de dados tem por objetivo a elaboração de estatísticas, especialmente na área do trabalho, e a disponibilização de informações às entidades governamentais, não governamentais, assim como à população brasileira.…

Trabalho infantil no Vale do Sinos

Terça, 29 de Outubro de 2013
A Constituição Federal Brasileira, que neste ano alcança seu 25º ano de promulgação, é também reconhecida como Constituição Cidadã. Tal condição se deve, especialmente, pelo reconhecimento dos direitos sociais, como direitos de cidadania. Entre eles está o direito à proteção da criança e do adolescente, cuja regulação está apresentada no Estatuto da Criança e do Adolescente, aprovado na Lei Nº 8.069, de 13 de julho de 1990. O Estatuto define criança todo aquele indivíduo com idades de zero a onze anos e adolescente todo aquele…
O saldo positivo ou negativo referente ao mercado formal de trabalho é a diferença entre o número de admitidos e desligados. A geração de emprego, referente a um determinado período, é quando o resultado se dá positivo e quando o saldo é negativo constata-se a extinção de postos de trabalho. No Brasil entre janeiro e agosto de 2013 houve geração de emprego, saldo positivo de 826.684 admissões. Entre admitidos e desligados houve no período a movimentação de 28.338.394 de pessoas no país, 7,5% destes no…
A carta especial sobre a Indústria Calçadista nos municípios do Vale do Rio dos Sinos é uma coprodução entre Observatório Unilasalle: Trabalho, Gestão e Políticas Públicas e Observatório da Realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos – Observasinos. O ObservaSinos é um programa do Instituto Humanitas Unisinos - IHU. A carta apresenta as informações sobre os saldos de postos de trabalho na indústria de calçados nos 14 munícipios e no conjunto do Corede Vale do Rio dos Sinos no período que…
O mercado formal de trabalho no Vale do Rio dos Sinos nos primeiros quatro meses deste ano movimentou 150.803 pessoas, entre admitidos e desligados, com saldo positivo de 9.333 vínculos. Durante o ano de 2012 o mercado de trabalho movimentou 413.861 pessoas. Ou seja, durante os quatro primeiros meses deste ano já se movimentou o equivalente a 36,4% de trabalhadores em relação ao total do ano anterior. Os setores Comércio varejista e as Indústrias calçadistas são responsáveis pela movimentação de 19% e 15% dos trabalhadores,…
O Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada - IPEA lançou recentemente o Ranking do Empreendedorismo no Brasil, mapa elaborado a partir dos dados do Censo 2010 que apresenta as taxas de empreendedorismo nos municípios brasileiros, o tempo médio de estudo do empreendedor, seu lucro médio mensal e as horas trabalhadas. Juntamente com o Ranking foi lançado o Boletim Radar 25, que através de uma série de artigos, busca compreender o universo das micro e pequenas empresas brasileiras. O mapa completo e o Radar 25 podem…

Vale do Sinos: trabalho?

Segunda, 29 de Abril de 2013
Às vésperas da data alusiva ao trabalho, o ObservaSinos reuniu informações sobre alguns aspectos de sua realidade na região assim como desafios e possibilidades para o seu avanço, como dimensão estratégica para o desenvolvimento regional. A flutuação do trabalho formal aponta resultados positivos na região do Vale do Rio dos Sinos. Lembra-se que o termo flutuação é utilizado para identificar a movimentação dos trabalhadores e seus vínculos de trabalho. Desse modo, deve-se entender “movimentação” como o número de trabalhadores admitidos e desligados do mercado de…
Os indicadores do trabalho revelam que no primeiro bimestre deste ano a flutuação do mercado formal de trabalho foi positiva no país, no estado e na região do Vale do Sinos.  Ou seja, se admitiu mais trabalhadores do que se desligou. Entretanto, no setor Comércio no mesmo período houve mais desligamentos que admissões de trabalhadores nas três regionalizações. Oliveira, a convite do ObservaSinos – IHU, analisa estes dados e enfatiza que  o setor Comércio “sofre o movimento sazonal de contratações de final de ano, que…
O saldo foi positivo no mercado formal de trabalho brasileiro no primeiro bimestre deste ano, sendo 152.346 vínculos a mais de trabalhadores entre admitidos e desligados. No entanto, observando os dados disponíveis no ISPER (Informações para o Sistema Público de Emprego e Renda) o setor do Comércio está com saldo negativo no período, desligou 77.872 trabalhadores a mais do que contratou, seguido da Agropecuária com saldo negativo de 10.397 trabalhadores. A ocupação Vendedor de comércio varejista possui o maior saldo negativo para os meses de…