População (74)

Mulheres continuam sendo maioria na população total e, entre a população com mais de 60 anos, já representam 57,71%. A pirâmide etária da região também aponta que, de 2001 a 2015, a população com mais de 60 anos passou de 7,92% para 12,62% na região do Vale do Sinos. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados de estimativas populacionais dos municípios do Vale do Sinos disponibilizados pela Fundação…
As estimativas populacionais de 2016, divulgadas pelo IBGE, apontam que o aumento populacional de 6,52% ocorrido nos últimos 6 anos no Vale do Sinos é maior que o ocorrido no estado, mas menor que o do país. Nova Santa Rita e Ivoti registram os maiores aumentos, enquanto Esteio e Novo Hamburgo pouco crescem. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e…
Homem branco, de 40 a 59 anos, com ensino médio completo e casado: este é o perfil da maioria dos candidatos do Vale do Sinos nas eleições legislativas de 2016; 67,59% são do sexo masculino, sendo que a inserção de jovens fica em apenas 7,32% na região, mesmo esta faixa representando quase 24% do eleitorado. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados do Tribunal Superior Eleitoral…
34,31% dos trabalhadores do mercado formal do Vale do Sinos possuem de 15 a 29 anos. No entanto, a participação destes trabalhadores tem caído na região; ainda assim, em subsetores como o comércio varejista e madeira e mobiliário, os trabalhadores jovens são quase maioria. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados da Relação Anual de Informações Sociais - RAIS e do Cadastro Geral de Empregados e…
Comprometido com levantamento, sistematização e análise dos indicadores socioeconômicos do Vale do Rio do Sinos, o Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos - ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos - IHU, apresenta informações do eleitorado da região por sexo, faixa etária, grau de instrução e a situação do título de eleitor dos votantes da região. Entende-se que esses dados podem subsidiar os processos de formação e participação política na vida cotidiana, assim como nos processos eleitorais, que em…
Mulheres são minoria e recebem menos no mercado formal de trabalho do Vale do Sinos. De 2002 a 2014 houve avanços, no entanto 80,85% dos trabalhadores que recebem mais de 20 salários mínimos são homens em 2014. Nova Santa Rita é o município mais desigual da região e o quinto mais desigual do estado. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados da Relação Anual de Informações…
O ObservaSinos, Observatório da Realidade e das Políticas Públicas do Vale do Rio dos Sinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, comprometido com levantamento, sistematização e análise dos indicadores socioeconômicos do Vale do Rio do Sinos, apresenta informações sobre a participação de mulheres e dos jovens na realidade política da região. Entende-se que essa realidade pode subsidiar os processos de formação e participação política na vida cotidiana, assim como nos processos eleitorais, que em 2016 terão os municípios como esferas prioritárias. O decreto número 21.076…
O Mapa da Violência dá vistas às realidades de violência das mulheres e dos jovens por suicídio, homicídio por cor/raça e acidentes de transporte. Dada a relevância do tema e a importância de análise desta realidade para uma intervenção, o Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, acessou os dados do Mapa da Violência de 2008 a 2013 traçando um quadro sobre a realidade da violência no Vale do Sinos.…

Retratos: Vila Labirinto e São Jorge

Sexta, 22 de Abril de 2016
O acesso a serviços básicos que geram bem-estar à população ainda é limitado. De acordo com a pesquisa das acadêmicas Emanuelle e Isadora, as moradias das Vila Labirinto e São Jorge são desprovidas de instalações adequadas e os acessos e vias são bem limitados, não oferecendo, por exemplo, acessibilidade básica para ambulâncias, bombeiros e cadeirantes. Ampliar a análise e o debate sobre as realidades do Vale do Rio dos Sinos e da Região Metropolitana de Porto Alegre a partir das contribuições de acadêmicos e trabalhadores…
De acordo com o Idese, o desenvolvimento socioeconômico na região do Vale do Sinos apresentou melhora de 2012 a 2013. No entanto, tal Índice, que reúne dados sobre educação, renda e saúde, continua menor que o do estado do Rio Grande do Sul. Além disso, todos os 14 municípios da região perderam posições no ranking em relação aos 497 municípios do estado. O Observatório da realidade e das políticas públicas do Vale do Rio dos Sinos – ObservaSinos, programa do Instituto Humanitas Unisinos – IHU,…