Papa Francisco decide agilizar o processo de nulidade matrimonial

Revista ihu on-line

Hans Jonas. 40 anos de O princípio responsabilidade

Edição: 540

Leia mais

Do ethos ao business em tempos de “Future-se”

Edição: 539

Leia mais

Grande Sertão: Veredas. Travessias

Edição: 538

Leia mais

Mais Lidos

  • Comunhão na Igreja dos EUA ''já está fraturada''. Entrevista com Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • Vozes que desafiam. A vida de Simone Weil marcada pelas opções radicais

    LER MAIS
  • A disrupção é a melhor opção para evitar um desastre climático, afirma ex-presidente irlandesa

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

08 Setembro 2015

O Papa, com duas cartas "motu proprio" que serão publicadas nesta terça-feira, 8 de setembro, reformou o processo canônico relacionado com as causas de declaração de nulidade matrimonial, tanto no código de direito canônico como no código dos cânones das Igrejas orientais.

A informação é de Andrea Tornielli, publicada por Vatican Insider, 07-09-2015.

As duas cartas "motu proprio" do Papa Francisco se intitulam "Mitis Iudex Dominus Iesus", sobre o Código de Direito Canônico, e "Mitis et misericors Iesus", sobre o código dos cânones das Igrejas orientais, e se ocupam da "reforma do processo canônico para as causas de declaração de nulidade do matrimônio".

Explicarão todos os detalhes durante a conferência de imprensa seis membros da Comissão especial para a reforma do processo matrimonial católico: o decano da Rota Romana, D. Pio Vito Pinto, e o presidente da Comissão; o cardeal Francesco Cocopalmerio, presidente do Pontifício Conselho dos Textos Legislativos.

Os outros três participantes serão o exarca apostólico de Atenas, para os católicos gregos de rito bizantino; D. Luis Ladaria Ferrer, SJ, secretário da Congregação para a Doutrina da Fé; D. Alejandro W. Bunge, prelado auditor da Rota Romana; e o padre Nikolaus Schoch, promotor de Justiça substituto do Supremo Tribunal da Assignatura Apostólica.

Uma das principais hipóteses a respeito previa a possibilidade de eliminar o segundo grau do juízo para que fosse definitiva a sentença, no caso de que as partes não se oponham. Atualmente, para obter o reconhecimento da nulidade, é necessária de qualquer maneira uma dupla sentença.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa Francisco decide agilizar o processo de nulidade matrimonial - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV