Estudantes aceitam nova proposta do governo Sartori e prometem desocupar escolas

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “Nós nos tornamos um vírus para o planeta”. Entrevista com Philippe Descola

    LER MAIS
  • América Latina. 300 milhões de pobres, ainda em 2020. Destes, 83 milhões na pobreza extrema, segundo a Cepal e OIT

    LER MAIS
  • O projeto católico conservador se esgotou?

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


15 Junho 2016

Estudantes de escolas estaduais aceitaram na tarde desta terça-feira (14) nova proposta feita pelo governo José Ivo Sartori (PMDB) e decidiram desocupar, a curto prazo, as cerca de 120 instituições de ensino que ocupam há mais de um mês. A previsão é que as escolas sejam desocupadas até a próxima segunda-feira (20).

A nova proposta foi apresentada aos estudantes pelo deputado Gabriel Souza, líder do governo no Legislativo, em reunião com a presença de deputados da oposição. Em assembleia, os jovens concluíram que o documento avança em pontos exigidos por eles e se comprometeram a desocupar imediatamente a Assembleia Legislativa, onde um grupo acampava desde a tarde de segunda-feira (13), e gradativamente as escolas.

A reportagem é de Débora Fogliatto, publicada por Sul21, 14-06-2016.

Entre outras coisas, o governo do Estado se comprometeu a não votar este ano o Projeto de Lei 44/2016, uma das principais reivindicações dos alunos, e contratar os professores que faltam no quadro. Também consta no documento o compromisso do governo em liberar R$ 40 milhões para obras nas escolas até o dia de 30 de junho e o repasse atrasado da verba da autonomia financeira das instituições de ensino até 20 de junho. Além disso, o Piratini reafirmou a instalação do fórum permanente com a participação da sociedade e de estudantes para discutir melhorias na educação e a fiscalização dos cardápios da merenda tanto pelo fórum permanente quanto pelo Conselho Estadual de Alimentação.

Os estudantes consideraram este um “dia histórico” em seu movimento, destacando a derrota do PL 44/2016. “Mostramos que nós temos voz e que conseguimos mostrar para os governantes como se faz movimento estudantil e como a gente conquista as nossas pautas em unidade nas escolas. E aqui a gente está com o documento concretizando todas as nossas pautas. Todos os estudantes deram aula de cidadania, de como ter autonomia e mostramos a escola que tem a nossa cara”, afirmou Ana Paula Santos, da escola Protásio Alves e do comando das ocupações.

O deputado Gabriel Souza, que representou o governo todo o tempo durante as negociações no Legislativo, afirmou a importância do acordo para que as aulas sejam retomadas e a Assembleia Legislativa volte o funcionar normalmente. “Conseguimos avançar na pauta que os estudantes apresentaram”, informou ele, segundo quem o acordo será firmado oficialmente, com a presença do Judiciário, nesta quarta-feira (15) às 10h.

Os estudantes saíram da Assembleia comemorando e entoando “secundarista é revolução”. Os que estavam acampados lá, agora, retornam para suas escolas ocupadas. No início desta tarde, após uma manhã de rodadas de negociação entre estudantes, deputados e governo, José Ivo Sartori havia se recusado a atender a reivindicação dos jovens de receber representantes do movimento enquanto a Casa não fosse desocupada. Em seguida, porém, o governo se reuniu no Palácio Piratini e, cerca de 4 horas depois, apresentou a nova proposta, embora Sartori não tenha ido pessoalmente dialogar em nenhum momento.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Estudantes aceitam nova proposta do governo Sartori e prometem desocupar escolas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV