O Papa Francisco prega, nesta quinta-feira, o primeiro retiro transmitido ao vivo para sacerdotes de todo o mundo

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Párocos, franciscanos, ex-núncios: os treze novos cardeais de Francisco ampliam as fronteiras do Colégio cardinalício

    LER MAIS
  • “Temos que entrar em sintonia com o caos”, avalia Franco “Bifo” Berardi

    LER MAIS
  • Milícias do Rio mantêm parceria com polícia, facções e igrejas pentecostais, aponta estudo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 02 Junho 2016

Aproveitando as novas possibilidades de comunicação em tempo real, o Papa Francisco prega nesta quinta-feira o primeiro dia de retiro pela televisão e a internet para sacerdotes de todo o mundo. O retiro consiste em três meditações de uma hora cada que serão transmitidas pela televisão e em “streaming” em sete idiomas, incluindo o espanhol.

A reportagem é de Vicente Boo e publicada por ABC, 01-06-2016. A tradução é de André Langer.

Os seis mil sacerdotes que chegaram a Roma vindos de todas as partes do mundo como peregrinos no Ano Santo da Misericórdia poderão assistir ao vivo, nesta quinta-feira, as meditações do Papa às 10h às 12h e às 14h nas grandes basílicas de Santa Maria Maior, São João de Latrão e São Paulo Extramuros. Um sacerdote espanhol definiu-o como “o primeiro retiro Urbi et Orbi”.

Francisco se deslocará de uma basílica a outra enquanto os sacerdotes participantes o escutam todo o dia no mesmo lugar, seja pessoalmente ou em telões.

As três sessões serão transmitidas ao vivo por televisões católicas de muitos países, com tradução simultânea. Qualquer sacerdote poderá acompanhá-las em qualquer lugar e em um dos sete idiomas graças ao “streaming” da página da internet oficial do Jubileu da Misericórdia (www.im.va).

O Jubileu dos Sacerdotes começou na quarta-feira à tarde, mas sua forte presença já era notada pela parte da manhã entre os 20 mil peregrinos que participaram da Audiência Geral. Utilizando uma linguagem forte, o Papa advertiu todos os fiéis que “quem se crê justo, mas julga e despreza os outros, é um corrupto e um hipócrita”.

Francisco precavia diante da falsa oração do fariseu da parábola que vai ao Templo de Jerusalém mas, em vez de falar com Deus, faz a memória de seus méritos: “é o exemplo do corrupto que finge rezar, mas está se comportando como um pavão na frente do espelho”.

À margem do texto escrito, o Bispo de Roma destacava esse erro com perguntas e respostas muito breves: “Pode-se rezar com arrogância? Não! Pode-se rezar com hipocrisia? Não!”

Pelo contrário, o publicano “que não tinha coragem de levantar os olhos e batia no peito” recorria a uma oração brevíssima: “Ó Deus, tem piedade de mim que sou pecador”.

O Papa convidou todos os peregrinos para repeti-la juntos três vezes, e acrescentou que “Deus sente uma fraqueza pelos humildes. Diante de um coração humilde, Deus abre totalmente o seu coração”.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Papa Francisco prega, nesta quinta-feira, o primeiro retiro transmitido ao vivo para sacerdotes de todo o mundo - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV