Francisco se reuniu com o líder dos lefebvrianos

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • Uma análise de fundo a partir do golpe de Estado na Bolívia

    LER MAIS
  • Gregório Lutz e a reforma litúrgica no Brasil. Artigo de Andrea Grillo

    LER MAIS
  • Lula desequilibra o jogo. Craque é craque

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Jonas | 05 Abril 2016

O Papa Francisco se reuniu, no sábado passado, com o superior geral da Fraternidade São Pio X, mais conhecidos como os lefebvrianos. O encontro entre o Pontífice e Bernard Fellay, segundo adianta em sua edição de hoje Il Foglio, foi “muito positivo” e foram abertas as portas para o reconhecimento canônico da congregação fundada por Marcel Lefebvre. Tanto é assim que já se esboça a opção de uma prelatura pessoal ao estilo do modelo “Opus Dei” para os lefebvrianos.

A reportagem é de Jesús Bastante, publicada por Religión Digital, 04-04-2016. A tradução é do Cepat.

Em uma recente entrevista publicada na página web da Fraternidade, Fellay se mostrou aberto ao diálogo, que já começou em 2013 com um encontro em Santa Marta. Isso não foi o suficiente para que, em diversas ocasiões, os lefebvrianos tenham se mostrado sumamente críticos a Francisco, em especial após as discussões do Sínodo sobre a Família.

“É evidente que Francisco nos quer deixar viver e sobreviver”, ressaltou Fellay, que agradeceu que o Papa tenha incluído os sacerdotes lefebvrianos entre aqueles que poderão administrar o sacramento da reconciliação durante o Ano da Misericórdia.

Em sua carta de convocação do Sínodo, Francisco inclui outra novidade referente aos lefebvrianos. “Este Ano jubilar da Misericórdia não exclui ninguém”, disse o Papa, que reivindica que “no futuro próximo possam ser encontradas soluções para recuperar a plena comunhão com os sacerdotes e os superiores da Fraternidade”. Por isso, “estabeleço que aqueles que durante o Ano Santo da Misericórdia se aproximarem dos sacerdotes da Fraternidade São Pio X para celebrar o Sacramento da Reconciliação, receberão válida e licitamente a absolvição de seus pecados”.

Veja também:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Francisco se reuniu com o líder dos lefebvrianos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV