Contra implantação de OSs, estudantes ocupam escolas em Goiás

Revista ihu on-line

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Vilém Flusser. A possibilidade de novos humanismos

Edição: 542

Leia mais

Mais Lidos

  • Uma análise de fundo a partir do golpe de Estado na Bolívia

    LER MAIS
  • Gregório Lutz e a reforma litúrgica no Brasil. Artigo de Andrea Grillo

    LER MAIS
  • Lula desequilibra o jogo. Craque é craque

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

15 Dezembro 2015

Escolas foram ocupadas pelos estudantes em protesto contra a implantação de OSs.

Mais duas escolas foram ocupadas por estudantes de Goiás: dessa vez, o Colégio Pré-Universitário (antigo Colu), localizado no setor Universitário, e a Escola Estadual Cecília Meireles, da Cidade Jardim, estão sob o controle dos estudantes.

A reportagem foi publicada por Jornal GGN, 15-12-2015.

No sábado, os secundaristas também assumiram o Instituto de Educação de Goiás (IEG), no setor Universitário.

O movimento dos estudantes luta contra a instalação de OSs na educação de Goiás. A proposta do governador Marconi Perillo não é bem recebida pelos estudantes, que enxergam no processo uma espécie de terceirização e privatização do ensino.

“Não privatiza para o cidadão. Mas para o Estado, que deixa de cumprir ele próprio sua missão”, diz José Batista Filho, um dos estudantes que participam das ocupações.

A secretária Raquel Teixeira, responsável pela gestão da educação estadual diz que as OSs não prejudicam os estudantes nem instala a privatização no ensino.

Pelas redes sociais já teve início uma série de campanhas para apoiar os estudantes que realizaram as ocupações. Os defensores pedem doações de alimentos, água e dinheiro para que sejam realizados eventos nas escolas.

As escolas ocupadas ficam localizadas na capital e em regiões metropolitanas, são estas:

  • O IEG (Instituto de Educação de Goiás): Anhanguera, 1630 – Leste Vila Nova, em frente ao Supermercado Leve;
  • José Carlos de Almeida (JCA): Rua 23, 63, Quadra 84 – Setor Central. Atrás do Teatro Goiânia;
  • Colégio Estadual Robinho Martins de Azevedo: Av. do Sol Nascente, S/N – JD Nova Esperanca;
  • Colégio Estadual de Período Integral Lyceu: R. Vinte e Um, 10 – St. Central;
  • Colégio Estadual José Lobo: Rua dos Missionarios, 788. – Setor Rodoviário;
  • Colégio Estadual Cecilia Meirelles: Endereço: R. 29 – Bairro Santo Antonio, Aparecida de Goiânia;
  • Colégio Estadual Pré-Universitário: Endereço: Rua 240, s/n – Setor Leste Universitário;
  • Colégio Estadual Polivalente Frei João Batista: Endereço: R. 14, 380 – Maracanã, Anápolis;

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Contra implantação de OSs, estudantes ocupam escolas em Goiás - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV