Suspenso bispo salvadorenho acusado de pederastia

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Párocos, franciscanos, ex-núncios: os treze novos cardeais de Francisco ampliam as fronteiras do Colégio cardinalício

    LER MAIS
  • “Temos que entrar em sintonia com o caos”, avalia Franco “Bifo” Berardi

    LER MAIS
  • Milícias do Rio mantêm parceria com polícia, facções e igrejas pentecostais, aponta estudo

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 27 Novembro 2015

A hierarquia da Igreja católica de El Salvador informou na quinta-feira que suspendeu de todas as suas funções o bispo Jesús Delgado, acusado de ter abusado sexualmente de uma adolescente.

A reportagem é publicada por Religión Digital, 26-11-2105. A tradução é de André Langer.

Delgado, de 77 anos, era vigário-geral da Arquidiocese de San Salvador e é o autor de biografias do assassinado arcebispo e beato Oscar Arnulfo Romero, de quem foi secretário pessoal na década de 70.

“Seguindo instruções do senhor arcebispo (José Luis Escobar Alas) comunico-lhes que dom Jesús Delgado foi suspenso de todas as suas funções sacerdotais, pastorais e administrativas, porque recebemos a denúncia de abusos sexuais contra uma menor, e imediatamente procedeu-se à suspensão”, disse em coletiva de imprensa o chanceler da Arquidiocese de San Salvador, dom Rafael Urrutia.

“Quero dizer-lhes que lamentamos profundamente estes incidentes, pedimos perdão à vítima, à sociedade e pedimos ao Senhor que nos chame à conversão”, acrescentou.

Dessa maneira, a Igreja salvadorenha confirmou a denúncia pública da secretária de Inclusão Social do governo salvadorenho, Vanda Pignato, que pediu que se tornasse público o nome do padre pedófilo que foi abusado por uma criança quando tinha nove anos e continuou abusando dela até completar 17 anos.

A vítima, cuja identidade não foi revelada, tem atualmente 43 anos e o crime cometido pelo padre e segundo as leis penais do país, o crime já teria prescrito, razão pela qual não poderá ser levado aos tribunais.

Urrutia disse que a vítima pediu que Delgado “deixe o ministério e lhe peça perdão, somente”.

Confirmou que o arcebispo Escolar Alas preside a comissão da Igreja que investiga o caso e disse que dom Delgado “está disposto a reunir-se com a vítima para pedir-lhe perdão”.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Suspenso bispo salvadorenho acusado de pederastia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV