As FARC confirmam que mantêm trégua unilateral

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Segunda onda da covid-19 no Brasil é ‘risco iminente’, alerta Nicolelis

    LER MAIS
  • A horripilante foto eleitoral da ‘terrorista de direita’

    LER MAIS
  • Os ricos do mundo mais ricos com a covid

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 24 Agosto 2015

No momento em que se avalia o cessar-fogo unilateral decretado pela guerrilha das FARC, Carlos Antonio Losada, porta-voz dessa guerrilha, fez referência aos ataques que – disse – sofreram várias frentes desse grupo armado ilegal. Apesar disso, o chefe guerrilheiro confirmou que mantêm trégua unilateral decretada há um mês.

A reportagem é publicada pelo jornal colombiano Vanguardia, 20-08-2015. A tradução é de André Langer.

“Ratificamos a nossa decisão de manter o cessar-fogo unilateral, apesar dos fatos que vêm ocorrendo em diferentes regiões da Colômbia. Mas exigimos uma atitude correspondente por parte do Governo para que se possa consolidar a resolução do conflito, até chegar ao cessar-fogo e o fim da hostilidade bilateral e definitivo que toda a Colômbia deseja”, disse o guerrilheiro ao ler um comunicado.

No entanto, a guerrilha não especificou por quanto tempo estenderá a trégua. Antes de iniciar uma nova jornada de diálogos em Cuba, também entregaram um balanço do cessar-fogo unilateral, no qual denunciaram que segue havendo fumigações em diferentes partes do país, como maneira de combater os cultivos ilícitos, assim como operações militares contra eles.

“Não há como entender estas agressões a uma guerrilha em trégua; como é lógico, as unidades guerrilheiras estão no direito de responder apelando à legítima defesa. (...) O mais sensato por parte do governo seria não continuar querendo tirar vantagem militar deste gesto humanitário da insurgência”, assinalou Losada.

Por outro lado, a insurgência pediu para que se analise a situação jurídica dos condenados e processados por pertencer ou colaborar com as FARC, e que por enquanto se transfira “prisioneiros políticos e de guerra” para lugares especiais, diante da superlotação de alguns centros de reclusão.

A carta foi dirigida à Frente Ampla pela Paz, ao processo de Constituintes pela Paz, Comunidades baseadas na Fé e na Rede de Universidades pela Paz, que fizeram trabalhos de verificação durante o cessar-fogo.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

As FARC confirmam que mantêm trégua unilateral - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV