O cardeal alemão Karl Josef Becker morre aos 86 anos

Revista ihu on-line

Missões jesuíticas. Mundos que se revelam e se transformam

Edição: 530

Leia mais

Nietzsche. Da moral de rebanho à reconstrução genealógica do pensar

Edição: 529

Leia mais

China, nova potência mundial – Contradições e lógicas que vêm transformando o país

Edição: 528

Leia mais

Mais Lidos

  • As sete antífonas do 'Ó': celebrando o mistério da vinda de Jesus

    LER MAIS
  • O que está acontecendo no Vaticano

    LER MAIS
  • Evangélicos franceses enfrentam retaliação após o sucesso de Trump e Bolsonaro

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

12 Fevereiro 2015

O cardeal Karl Josef Becker, jesuíta, docente emérito da Pontifícia Universidade Gregoriana, nasceu em 18 de abril de 1928 em Köln, Alemanha, em uma família de sólida tradição católica. Tanto que sob o nacional socialismo, mesmo existindo o risco de represálias, os pais conseguiram impedir a inscrição dos quatro filhos (Constantin, Heinz, o próprio Karl Josef e Anneliese) às associações juvenis impostas pelo regime. Seu pai, professor de letras num Liceu, sofreu dois processos por parte das autoridades em função da sua coerência de vida e de fé, que nunca deixou de testemunhar em seu estilo de educação na família e na escola.

A reportagem foi publicada por Il Sismografo, 10-02-2015. A tradução é de Ivan Pedro Lazzarotto.

Em 13 de abril de 1948, depois de ter estudado línguas clássicas e história, entrou na Companhia de Jesus, seguido, três anos depois, pelo seu irmão mais velho Constantin, morto em 2002. No tempo da sua formação, primeiramente em Pullach e sucessivamente na faculdade de teologia de Sankt Georgen em Frankfurt (onde se licenciou em teologia dogmática), pode contar com o acréscimo e o apoio de notáveis docentes, entre os quais o jesuíta Walter Brugger e Alois Grillmeier (1910-1998), este último nomeado cardeal em 1994. Em 31 de julho de 1958 recebeu a ordenação sacerdotal em Frankfurt.

Transferido a Roma, junto a faculdade de teologia da Pontifícia Universidade Gregoriana, alcançou em 1963 o doutorado em teologia sagrada, sob a orientação do padre Juan Alfaro, com a tese Die Rechtfertigungslehrenach Domingo de Soto. Das Denken eines Konzilsteilnehmers vor, in und nach Trient (“Analecta Gregoriana” 156, série Th., seção B, nº 49, Roma-1967).

Depois de um rápido período (1963-1969) de docência em Frankfurt, na Faculdade da Hochschule Sankt Georgen, dirigida pelos jesuítas, onde obteve os seus primeiros cursos relacionados aos grandes tratados do dogma católico (De Eucharistia, De Deo Uno, De Gratia e De Inspiratione), em 1969 foi chamado à Roma como docente da Gregoriana, onde lecionou por mais de 30 anos, tornando-se emérito em 2003.

Como ordenado em teologia dogmática realizou numerosos cursos na área de sacramentaria geral, sobre confirmação e batismo, na doutrina da Graça, sobre o relacionamento entre magistério e teologia, sobre o método teológico, sobre a Crença e a interpretação do dogma. Diretor da revista “Gregorianum” de 1972 até 1985, publicou numerosos trabalhos e dirigiu mais de cinquenta teses de doutorado, oscilando nessa sua intensa atividade de estudioso e educador entre as temáticas teológicas e dogmáticas, acima de tudo com relação às obras de Isaac de Stella, Guilherme de Saint-Thierry, São Boaventura, São Tomás de Aquino, o cardeal Caetano, Francisco Suárez, Matthias Joseph Scheeber, Henry de Lubac. Dos professores da Gregoriana esteve entre aqueles que, particularmente, promoveram o estudo do Concílio de Trento e dos documentos do Vaticano II. Também contribuiu para a compreensão da imagem de Antonio Rosmini e à correta interpretação do “subsistit in” com artigos particularmente significativos publicados no “L’Osservatore Romano”.

O recente volume Catholic Engagement with Worldreligions. A comprehensive Study (Orbis Book, 2010) – redigido junto à Ilaria Morali, sua ex-aluna, agora docente de teologia junto a faculdade de missiologia da mesma universidade – está centrado sobre o tema da teologia das religiões e sobre a necessidade de um método correto por parte da religião católica para confrontar as questões inerentes ao relacionamento cristianismo-religiões. Essa última publicação testemunha a atenção do teólogo Becker por temas e questões de peculiar atualidade para a Igreja.

Junto à vasta atividade de docência e pesquisa científica na Gregoriana, vale lembrar que a partir de 1985 – com o cardeal Joseph Ratzinger como prefeito – o padre Becker foi chamado ao árduo trabalho de consultor da Congregação para a Doutrina da Fé. De 1997 até 1999 participou das últimas duas importantes reuniões que prepararam a Declaração conjunta sobre a doutrina da justificação. Em tempos mais recentes (2009-2011) tomou posto em outras reuniões do Grupo de trabalho constituído pela Comissão Ecclesia Dei para conduzir os diálogos com a Fraternidade São Pio X.

Em 2003, na ocasião do seu 75° aniversário, pela iniciativa dos seus ex-doutorandos, foi publicado um ponderoso Festschrift, com o significativo título “Ouvir cum Ecclesia. Homenagem ao Padre Karl Josef Becker s.j.” (sob direção de E. Benavent Vidal e Ilaria Morali, Faculdade de Teologia São Vicente Ferrer, Pontificia Universidade Gregoriana, Valência, Promolibro – 2003). Na ocasião o cardeal Ratzinger não participou somente da redação da coletânea com uma contribuição pessoal (Eucaristia – Comunhão – Solidariedade), mas também presidiu pessoalmente a apresentação do volume, ocorrida em 14 de novembro de 2003 na Sala Magna do Ateneu da Companhia de Jesus. Enquanto Bento XVI nomeou-o cardeal no Concistório de 18 de fevereiro de 2012.

A cerimônia fúnebre será celebrada no dia 16 de fevereiro na Basílica de São Pedro, em Roma.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O cardeal alemão Karl Josef Becker morre aos 86 anos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV