Manifestantes realizam novos atos contra aumento das passagens em vários estados

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Liberdade e igualdade não bastam: uma cartilha sobre a Fratelli tutti. Artigo de Charles Taylor

    LER MAIS
  • A Economia Anticapitalista dos Franciscos e das Claras

    LER MAIS
  • Paraná. Professores entram no sexto dia de greve de fome

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Cesar Sanson | 21 Janeiro 2015

Na sexta-feira (16), manifestantes de diversas cidades do país realizaram protestos simultâneos no Dia Nacional de Lutas Contra o Aumento das Passagens e Contra a Criminalização dos Protestos, promovido por movimentos sociais e populares.

A reportagem é do portal do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior - ANDES-SN, 19-01-2015.

Em São Paulo (SP), São José dos Campos (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Recife (PE), Fortaleza (CE), Aracaju (SE), Florianópolis (SC), Vitória (ES), Porto Alegre (RS) milhares foram às ruas exigir a redução imediata das tarifas, a implementação do projeto Tarifa Zero e o fim da repressão policial. No início de 2015, as tarifas de transporte coletivo urbano foram reajustadas em várias cidades do país.

Na capital paulista, aos menos 10 mil pessoas compareceram ao ato que concentrou-se na praça do Ciclista, na Avenida Paulista, e que teria destino a sede da Prefeitura e a Secretaria de Transportes. Entretanto, a violência policial impediu que os manifestantes chegassem ao final do percurso, assim como ocorreu no protesto do dia 9 de janeiro. Em São Paulo, a passagem de ônibus passou de R$3 para R$3,50.

No Rio de Janeiro, onde o transporte público foi reajustado para R$3,40, centenas de pessoas saíram em passeata pela Avenida Presidente Vargas, uma das principais vias da cidade, até a sede da prefeitura. Um grande número de policiais foi deslocado para acompanhar o protesto. Os manifestantes também protestaram contra a prisão e julgamento de ativistas envolvidos em protestos desde 2013.

Em Belo Horizonte, cerca de 500 pessoas foram ao centro da capital após o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) acatar pedido de liminar feito há uma semana pelo Ministério Público de Minas Gerais para suspender a portaria que reajustou em 8,5% as passagens de ônibus na cidade, pedir a revogação imediata do aumento.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Manifestantes realizam novos atos contra aumento das passagens em vários estados - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV