Prelado australiano: Não esperem grandes mudanças no ensinamento católico sobre o sexo

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “Não acontece todos os dias de acompanhar o sepultamento de um santo”. Entrevista com Dom Adriano Ciocca

    LER MAIS
  • Francisco falará na ONU sobre a pós-pandemia e a dívida externa dos países periféricos

    LER MAIS
  • Pressão de frigoríficos derruba norma de proteção e aumenta contágio da Covid no PR

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


09 Dezembro 2014

Na sequência de um importante Sínodo dos Bispos em outubro que discutiu uma maior abertura para as pessoas homossexuais na Igreja bem como a Comunhão para os fiéis divorciados e recasados, muitas pessoas estão se perguntando se o Papa Francisco já teria preparado a Igreja Católica para grandes mudanças em seu ensinamento sobre a moralidade e a vida em família.

A reportagem é de Inés San Martín, publicada por Cruxradução  é de Isaque Gomes Correa.

Dom Anthony Fisher, da Arquidiocese de Sydney, Austrália, e membro da ordem dominicana (além de ser um influente especialista em bioética), tem uma mensagem bem clara a respeito destas expectativas.

Ela se resume a isto: Não esperam muita coisa.

“O papa esteve absolutamente claro desde o início”, disse Fisher. “A meta pastoral é ver como iremos ajudar as pessoas que estão magoadas. Nesse sentido, as coisas vão mudar. Esperamos encontrar formas de ajudá-las”.

Mas, no final, não vamos dizer: ‘Ok, Deus estava errado”.

Esta previsão pareceu reafirmar-se na segunda-feira (dia 1º de dezembro), quando o cardeal Angelo Scola, de Milão, um dos mais influentes prelados europeus, se colocou contra a Comunhão para os católicos que se divorciaram e casaram novamente fora da Igreja. Numa entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera, Scola disse acreditar que esta postura tem uma “grande parcela de seguidores” entre os bispos.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Prelado australiano: Não esperem grandes mudanças no ensinamento católico sobre o sexo - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV