Podcast: a água do Brasil e o resultado de seu uso inconsequente

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Conjuntura: Alguns pontos para reflexão. O desafio será combiná-los e extrair consequências. Apontamentos de Luis Eduardo Soares

    LER MAIS
  • É hora de enterrar a Igreja centrada no clero

    LER MAIS
  • Democracia e Direitos Humanos. Nota Pública da Comissão Brasileira Justiça e Paz

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

05 Setembro 2014

Apesar do Brasil ser um país privilegiado em relação à disponibilidade hídrica, o descuido com a água já traz consequências à população. A apresentação é de Beth Begonha.

A reportagem é publicada por EcoDebate, 04-09-2014.

O programa Amazônia Brasileira recebeu o professor Genebaldo Freire, mestre e doutor em Ecologia pela Universidade de Brasília (UnB), que fala aos ouvintes da Rádio Nacional da Amazônia sobre a água do Brasil e o resultado que seu uso inconsequente poderá trazer à população futuramente.

O programa traz o assunto para debate já que, na última segunda-feira (18/8), o governo federal anunciou um acordo com os governos de São Paulo e Rio de Janeiro para o uso da água do rio Jaguari, que atinge diretamente 37 municípios, sendo 26 no Rio e 11 em São Paulo, atendendo a mais de 11,2 milhões de pessoas. O objetivo do acordo, segundo o Ministério do Meio Ambiente, é garantir o abastecimento de água da população até novembro, quando começa o período de chuvas.

Por outro lado, o governo vem investindo firmemente na construção de usinas hidrelétricas no país, dentre elas, a polêmica Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu, em que foram gastos, até o momento, mais de R$ 30 bilhões, e que trouxe muitos impactos socioambientais às comunidades da região de Altamira. Além disso, a construção da Usina Hidrelétrica de São Luiz do Tapajós, em análise pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (IBAMA) desde o último dia 6, ultrapassa os números da usina de Belo Monte, em termos de dimensão.

Desta forma, apesar de o Brasil ser um país privilegiado em relação à disponibilidade hídrica do seu território, o desperdício, aliado ao descuido, vêm se tornando motivo de preocupação para o governo, que se encontra dividido entre o abastecimento de água potável para a população e o uso dos recursos hídricos para a construção de hidrelétricas.

A partir disso, o professor Genebaldo Freire explica quais outras medidas o governo precisa tomar para garantir o abastecimento da população e, ao mesmo tempo, preservar a abundância de água no Brasil. Revela também como a construção de usinas hidrelétricas poderá provocar a falta de recursos hídricos para atender à população.

Para ouvir o podcast clique aqui.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Podcast: a água do Brasil e o resultado de seu uso inconsequente - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV