Papa Francisco é um dos 50 principais pensadores mundiais segundo a revista Prospect

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Discernimentos depois da Primeira Assembleia Eclesial. Artigo de Paulo Suess

    LER MAIS
  • Paris, o Papa aceita a renúncia de Aupetit

    LER MAIS
  • Formação e espiritualidade do Ministro Extraordinário da Eucaristia

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


31 Março 2014

O Papa Francisco é o único líder religioso da lista de intelectuais públicos. O vencedor do ano passado foi Richard Dawkins.

A reportagem é do jornal The Guardian, 27-03-2014. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Depois de um ano em que ele foi aplaudido por criticar os excessos do capitalismo e ganhou o prêmio de "pessoa do ano" da revista Time, o Papa Francisco recebeu outra homenagem: a revista Prospect o nomeou um dos seus 50 principais pensadores mundiais.

O papa é o único líder religioso a fazer parte da última edição da lista anual, que visa a reconhecer as pessoas que influenciaram as maiores questões do ano em termos de política, economia, ciência e filosofia.

O pensador mais importante do mundo será votada pelo público em uma pesquisa online, em que Francisco tem a chance de seguir os passos do vencedor do ano passado, o ateu militante Richard Dawkins, que não aparece na lista de 2014.

O editor-gerente da Prospect, Jonathan Derbyshire, disse: "O papa realmente liderou, individualmente, a regeneração do Vaticano. Ele tem realmente captou um estado de espírito público. Ele está na lista não por ser religioso, mas como pensador social, alguém que está tentando pensar os efeitos sociais da economia de livre mercado que tem sido hegemônica no Ocidente nos últimos 20 anos".

A lista também apresenta 17 economistas, 13 filósofos, três cientistas, três teóricos da tecnologia, um empresário, escritores e ativistas. O número de economistas reflete a contínua proeminência do estado da economia mundial no discurso público, segundo Derbyshire. "Isso sugere que ainda estamos lidando com as consequências da crise financeira de 2008", afirmou.

[Há também um brasileiro na lista: o filósofo Roberto Mangabeira Unger, professor de direito em Harvard e ex-professor de Barack Obama, definido como “um dos pensadores públicos mais abrangentes. Sua obra inclui filosofia, religião e economia, assim como política e teoria jurídica.]

Apenas quatro dos 10 melhores pensadores da votação do ano passado aparecem na lista deste ano: o economista e filósofo indiano Amartya Sen; o diretor internacional esloveno do Instituto Birkbeck de Humanidades, Slavoj Žižek; o físico teórico britânico Peter Higgs, que recebeu o prêmio Nobel de física do ano passado; e o psicólogo americano-israelense Daniel Kahneman.

Explicando a fluidez da lista entre os anos, Derbyshire disse que ela reconheceu conquistas ao longo dos últimos 12 meses: foi por isso que Dawkins foi deixado de lado. "Ele só publicou um livro de memórias e um livro infantil desde 'Deus, um delírio'", disse Derbyshire.

Dereck Parfitt, filósofo e pesquisador sênior do All Souls College Oxford, e sua colega filósofa Janet Radcliffe-Richards, professora da Universidade de Oxford e autora do livro The Ethics of Transplants: Why Careless Thought Costs Lives, são o primeiro casal a aparecer (individualmente) na lista da Prospect.

O Newnham College, em Cambridge, que tem cerca de 70 docentes, tem dois membros na lista: a apresentadora, escritora e classicista Mary Beard e a australiana Rae Langton, uma das principais filósofas feministas do mundo anglófono.

Como sinal de como um pensador moderno gasta o seu tempo, alguns foram ao Twitter para anunciar a sua nomeação, indicando o link para a lista, caso alguém quisesse votar neles. Entre estes, estava o economista norte-americano Andrew McAfee. Reconhecido juntamente com o seu colega do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, o professor Erik Brynjolfsson, pelo seu recente livro The Second Machine Age: Work, Progress, and Prosperity in a Time of Brilliant Technologies, McAfee tuitou: "Isso é bom? @prospect_uk acha que @erikbryn e eu combinamos como um 'pensador mundial'".

Mas quando se trata de mobilizar eleitores para a sua causa, os filósofos e economistas podem ter dificuldades para competir, se é que devamos nos basear na história. Em 2008, a revista expressou a sua surpresa depois que a votação – então anunciada como uma tentativa de encontrar os "100 principais intelectuais públicos" do mundo – foi vencida por Fetullah Gülen, a quem a publicação descreveu à época como "um clérigo sufi turco pouco conhecido no Ocidente" (embora seu nome tenha ganhado proeminência nos últimos meses como o maior rival político do primeiro-ministro Recep Tayyip Erdoğan.

O aumento vertiginoso dos votos se deveu a uma manchete sobre a sua presença na votação publicada no Zaman, o jornal mais vendido da Turquia. "Obviamente, pesquisas como esta são vulneráveis à vontade política ou aos eleitorados que conseguem mobilizar os seus membros", disse Derbyshire. Ele reconheceu que, em se tratando das pessoas que estão lista de 2014, há uma pessoa que provavelmente pode convocar mais adeptos do que qualquer outra: o papa. "Ele realmente tem milhões de seguidores no Twitter", disse Derbyshire. "Estou ansioso para ver o pontífice tuitar e fazer o nosso servidor cair."

Para votar no pensador mais importante do mundo, acesse www.prospectmagazine.co.uk/worldthinkers.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Papa Francisco é um dos 50 principais pensadores mundiais segundo a revista Prospect - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV