Dia da Consciência Negra é comemorado em 1.047 cidades brasileiras

Revista ihu on-line

Etty Hillesum - A resistência alegre contra o mal

Edição: 534

Leia mais

Direito à Moradia, Direito à Cidade

Edição: 533

Leia mais

Veganismo. Por uma outra relação com a vida no e do planeta

Edição: 532

Leia mais

Etty Hillesum - A resistência alegre contra o mal

Edição: 534

Leia mais

Direito à Moradia, Direito à Cidade

Edição: 533

Leia mais

Veganismo. Por uma outra relação com a vida no e do planeta

Edição: 532

Leia mais

Etty Hillesum - A resistência alegre contra o mal

Edição: 534

Leia mais

Direito à Moradia, Direito à Cidade

Edição: 533

Leia mais

Veganismo. Por uma outra relação com a vida no e do planeta

Edição: 532

Leia mais

Mais Lidos

  • "Coquetel" com 27 agrotóxicos foi achado na água de 1 em cada 4 municípios – consulte o seu

    LER MAIS
  • 17 de abril: as marcas de um massacre

    LER MAIS
  • O bolsonarismo arrependido já começou nas classes populares

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

Por: Cesar Sanson | 20 Novembro 2013

O Dia da Consciência Negra será comemorado nesta quarta-feira (20) em 1.047 municípios brasileiros com atividades socioculturais e debates sobre o papel do negro na sociedade. Em Alagoas, Amapá, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, o feriado é estadual. A data tornou-se um marco de combate ao racismo e promoção de políticas públicas de inclusão negra e remete à morte, em 1965, do líder quilombola Zumbi dos Palmares, que lutou pela libertação dos negros escravizados. Debates com ativistas, performances de irmandades, shows e apresentações teatrais, entre outras atividades culturais, fazem parte da agenda.

A reportagem é publicada pela Rede Brasil Atual, 19-11-2013.

Na capital paulista, as atrações ocorrem entre hoje e amanhã no Vale do Anhangabaú. A mostra Música, Dança e Resistência terá shows de Arlindo Cruz, Emicida e Dexter. Além disso, no período noturno haverá uma feira artesanal e gastronômica onde serão vendidos roupas, acessórios e pratos típicos da culinária africana.

No Museu Afro Brasil, no Parque do Ibirapuera, ocorre a exposição A nova mão Afro Brasileira, às 11h. O público poderá conversar com os artistas que integram a mostra. Em seguida, o museu oferecerá shows do músico Riachão e do grupo Maracatu Bloco de Pedra e será exibido o documentário Hereros Angola, do diretor recifense Sérgio Guerra. O filme retrata o grupo ético ancestral que dá nome à obra, suas tradições e o intercâmbio cultural com o Brasil.

A programação paulista também se estende para o fim de semana. As atividades denominadas Fábricas de Cultura ocorrem na periferia paulistana e procuram levar nomes da música e tradições negras para as áreas marginalizadas. Nomes como Dona Ivone Lara, primeira mulher a compor um samba-enredo, participam do projeto. A sambista se apresenta sábado no Jaçanã, zona norte, e domingo, no Capão Redondo, no extremo sul da cidade.

A programação também é extensa na Bahia, estado com o maior número de negros no Brasil - 17,1% dos aproximadamente 15 milhões de habitantes, de acordo com o censo de 2010 de IBGE. A Secretaria Municipal de Reparação de Salvador, que completa dez anos, programou atividades afirmativas para todo o mês de novembro e início de dezembro. Amanhã ocorrerá a 3ª Caminhada da Consciência Negra na Ilha de Maré, em Praia Grande.

Os baianos também poderão participar de debates sobre o papel do negro na literatura e no cinema, como o III Colóquio A trajetória do Negro a Luz da Literatura e a Mostra de Cinema Especial Novembro Negro, em Porto Seguro. O espetáculo teatral A Lenda das Yabás, da Companhia Terra Brasilis, e shows de grupos negros, como o Olodum, fazem parte da programação gratuita em Salvador.

Apresentações de irmandades e grupos tradicionais negros marcam a véspera da data em Pernambuco. Na noite de hoje (19) no Pátio São Pedro, em Recife, haverá atividades e espetáculos de danças de matrizes africanas, como coco, afoxé e jurema, além de grupos musicais, como Voz Nagô, Tronco de Jurema e Afoxé Oxum Pandá.

No Rio de Janeiro, a Biblioteca Parque da Rocinha, na Estrada da Gávea, apresentará programação sobre a consciência negra durante todo o fim de semana. Na sexta-feira (22), às 17h, na Rocinha, escritores e compositores da comunidade farão roda de conversa para debater o samba de raiz, seus intérpretes, como Bezerra da Silva e Jovelina Pérola Negra, e suas histórias.

O Centro Cultural José Bonifácio, também no Rio, será palco amanhã de diversas atividades cariocas em prol da cultura negra. Guardas de Congado, Irmandade de Nossa Senhora do Rosário e Afoxé Filhos de Gandhi se apresentam às 14h30 marcando o início da terceira edição do projeto África Diversa, que complementa a formação de educadores e artistas sobre a cultura afro-brasileira.

A Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Social (Seppir), que completa dez anos de atuação em 2013, comemora a data com a mostra “Seppir 10 – Uma Década de Igualdade Racial”, Centro Cultural José Bonifácio, no Rio, com temporada de amanhã a 19 de janeiro (de terça-feira a sexta-feira, das 10h às 18h).

Veja também.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Dia da Consciência Negra é comemorado em 1.047 cidades brasileiras - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV