Igreja cubana questiona que os Estados Unidos mantenham a ilha na lista de países terroristas

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • “Os pecados da carne não são os mais graves. Os mais graves são aqueles que têm mais 'angelicalidade': a soberba, o ódio”. Entrevista do Papa Francisco

    LER MAIS
  • Metaverso? Uma solução em busca de um problema. Entrevista com Luciano Floridi

    LER MAIS
  • Comunidades Eclesiais de Base, sim. Artigo de Pedro Ribeiro de Oliveira

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Jonas | 08 Agosto 2013

A revista católica “Espacio Laical” questionou que os Estados Unidos mantenham o regime de Havana na lista de países patrocinadores do terrorismo e culpou “setores do poder”, nesse país, por não se avançar mais nas relações bilaterais.

A reportagem é publicada no sítio Religión Digital, 07-08-2013. A tradução é do Cepat.

 
Fonte: http://goo.gl/UiR81O  

A crítica ocorre em meio ao escândalo do contrabando de armas entre Havana e Pyongyang, o que poderia acarretar sanções das Nações Unidas.

A revista considera que o bem-estar de Cuba “exige amplas e agudas relações” com os Estados Unidos, embora estas sejam “assimétricas” e possam gerar “riscos”.

“O bem-estar do país exige amplas e agudas relações com o vizinho do Norte, mesmo na condição de que estas sempre serão assimétricas e que isso pode gerar riscos desmedidos”, disse um editorial da revista do Arcebispado de Havana, que é conduzido pelo cardeal Jaime Ortega.

O artigo diz que “a defesa da soberania não deve nos obrigar a restringir o benefício que uma relação com os Estados Unidos, o mais normal possível, possa trazer para os cubanos”.

“Pelo contrário, temos o desafio de crescermos politicamente para conseguirmos este vínculo e se esquivar dos perigos que isso implica”, acrescentou a revista, que lamentou que Washington continue “incluindo Cuba na lista de países que promovem o terrorismo, tentando justificar uma política hostil para com nosso país”.

Espacio Laical” saudou a integração plena da Ilha com a América Latina, mediante sua participação em organismos regionais, e disse que ambos os processos – de aproximação com os Estados Unidos e a região – devem avançar simultaneamente.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Igreja cubana questiona que os Estados Unidos mantenham a ilha na lista de países terroristas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV