Até dois terços das espécies marinhas são desconhecidos

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Viagem ao inferno do trabalho em plataformas

    LER MAIS
  • Metaverso? Uma solução em busca de um problema. Entrevista com Luciano Floridi

    LER MAIS
  • A implementação do Concílio no governo do Papa Bergoglio. Artigo de Daniele Menozzi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


19 Novembro 2012

Nos últimos dez anos, mais espécies marinhas foram descobertas pela ciência do que em qualquer outra década da história. Apesar disso, a estimativa é que até dois terços das espécies que habitam os oceanos ainda sejam desconhecidas, segundo estudo na revista "Current Biology".

A pesquisa acompanha a divulgação do Worms (Registro Mundial de Espécies Marinhas), publicado ontem, e funciona como um censo da vida oceânica. Ele pode ser acessado gratuitamente (www.marinespecies.org) e é atualizado a partir da descoberta de novas espécies.

A reportagem é de Rafael Andery e publicada pelo jornal Folha de S. Paulo, 19-11-2012.

Mark Costello
, um dos pesquisadores que ajudaram na construção do projeto, afirmou que o trabalho de coleta de dados "não foi tão fácil quanto deveria". Não existia até hoje um registro unificado das espécies marinhas.

Além de Costello, outros 270 cientistas de 32 países participaram da construção do banco de dados.

"Pela primeira vez podemos fornecer um olhar detalhado sobre a riqueza de espécies marinhas. Nunca soubemos tanto sobre a vida nos oceanos", afirmou Ward Appeltans, colaborador do projeto e membro da Comissão Intergovernamental de Oceanografia, da Unesco.

A partir do levantamento das quase 215 mil espécies já catalogadas pelo Worms, pesquisadores estimam que o número total de espécies que habitam os oceanos possa chegar a 1 milhão. Antes, cálculos costumavam apontar números muito maiores.

Appeltans ressaltou a importância do trabalho colaborativo dos cientistas na construção do projeto.

"Esse banco de dados nos fornece um exemplo de como outros biólogos também podem colaborar para produzir um inventário coletivo de toda a vida na Terra", afirma ele. "Em certo sentido, o Worms é só o começo."

Veja também: Oceanos. Ecossistemas sob ameaça

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Até dois terços das espécies marinhas são desconhecidos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV