Merkel sai visivelmente derrotada em eleições no estado mais populoso da Alemanha

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Biden e o Papa – a lista negra da Igreja nos Estados Unidos e o futuro do catolicismo. Artigo de Massimo Faggioli

    LER MAIS
  • O declínio da Teologia da Libertação: uma releitura de 'O novo rosto do clero' de Agenor Brighenti

    LER MAIS
  • Liturgia e sinodalidade. Questões-chave

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Cesar Sanson | 14 Mai 2012

Pleito na Renânia do Norte-Vestfália termina com vitória para coalizão entre verdes e social-democratas. A CDU, partido de Merkel, cai na preferência do eleitorado.

A reportagem é do sítio Deustche Welle, 13-05-2012.

A União Democrata Cristã (CDU), partido da premiê Angela Merkel, saiu visivelmente derrotado – com apenas 26,3% dos votos – das eleições estaduais na Renânia do Norte-Vestfália, o estado com maior número de habitantes (13,2 milhões) do país.

O Partido Social Democrata ficou com 39% dos votos. Os verdes registraram uma pequena perda em relação às eleições realizadas há dois anos, ficando com um percentual de 11,6%. O Partido Liberal Democrático (FDP) conseguiu ultrapassar o limite mínimo dos 5% exigido para ocupar cadeiras na Assembleia Legislativa, contabilizando 8,4% dos votos.

Piratas na Assembleia Legislativa


O Partido dos Piratas chega pela primeira vez à Assembleia do estado, com 7,7% dos votos. Este é o quarto estado onde os piratas têm agora representação em assembleias legislativas. Os outros três são Berlim, o Sarre e Schleswig-Holstein.

Para as cadeiras na Assembleia Legislativa haviam sido registradas 1.805 candidaturas. Eleitos foram 93 social-democratas, 63 democrata-cristãos, 27 verdes, 20 liberais e 18 piratas. Sendo assim, verdes e social-demoratas conseguirão compor uma maioria de 120 dos 221 assentos.

Consequências para o governo Merkel


A Assembleia Legislativa em Düsseldorf, capital do estado, foi dissolvida há apenas dois anos, depois que o governo de minoria formado pelo SPD (Partido Social Democrata) e pelos verdes não conseguiu aprovar o orçamento para o ano de 2012.

Na Renânia do Norte-Vestfália vive mais de um quinto da população alemã, por isso os resultados do pleito no estado são considerados como uma prévia das eleições para o Parlamento, que acontecerão no segundo semestre de 2013. O pleito neste estado poderá surtir efeitos sobre a coalizão de governo em esfera federal, formada por democrata-cristãos e liberais e conduzida pela premiê Angela Merkel.

Imediatamente depois da divulgação dos primeiros resultados das eleições estaduais, o ministro do Meio Ambiente, Norbert Röttgen, anunciou sua renúncia à presidência de seu partido (a CDU) na Renânia do Norte-Vestfália. "A derrota é amarga, é claro, e dói muito. Para todos nós e para mim especialmente", declarou Röttgen.

Reportagem da BBC Brasil desse domingo, 13-05-2012, indica  que alguns analistas acreditam que uma derrota do CDU seria um sinal de rejeição na Alemanha às políticas de disciplina fiscal impostas por Merkel. A chanceler alemã é considerada a principal defensora das medidas de austeridade de gastos em toda a Europa, e as eleições estaduais estariam colocando sua popularidade à prova.

A mensagem dada nas urnas na Renânia do Norte-Vestfália seria semelhante a de eleitores na França e na Grécia, que na semana passada rejeitaram políticos que defendem a austeridade fiscal.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Merkel sai visivelmente derrotada em eleições no estado mais populoso da Alemanha - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV