Campanha da Avaaz: Dilma, respeite a OEA!

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Cardeal: a primeira pergunta que Deus faz não é sobre orientação sexual, mas sobre o cuidado com os pobres

    LER MAIS
  • Cardeal espanhol: ‘O comunismo marxista … renasceu’ no país

    LER MAIS
  • O silêncio dos teólogos. Custódia da comunhão e medo cúmplice

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

13 Abril 2011

O movimento Avaaz lançou hoje nova campanha na luta contra Belo Monte. A campanha é uma chamada ao bom-senso de presidente Dilma, para que ela respeite o requerimento da Organização dos Estados Americanos (OEA). Dez dias atrás, a OEA pediu que o governo paralisasse a construção de Belo Monte, até que sejam realizadas as oitivas indígenas, ou seja, a consulta prévia, informada, de boa-fé e culturalmente adequada.

O governo tem até sexta-feira, dia 15, para responder. Até o momento, a reação do governo, inclusive ministros e vários senadores tem sido negativa, sugerindo que o governo possa negar o pedido da entidade internacional.  Avaaz quer sensibilizar o governo, para que respeite a própria Constituição do Brasil e suas obrigações internacionais, como estipuladas pela Convençao 169 da OIT, da qual o Brasil é signatário.

600. 000 assinaturas

Essa campanha é a continuidade da primeira campanha da Avaaz contra Belo Monte que reuniu mais de 600.000 assinaturas, entregues ao governo no dia 8 de fevereiro, durante uma manifestação em Brasília.

Segue o texto da nova campanha:

A OEA pediu ao Brasil para interromper a construção de Belo Monte – a hidrelétrica imensa no meio da Amazônia.  A Presidente Dilma tem quatro dias para responder.  Com essa pressão internacional sem precedentes, nós temos a chance de finalmente parar Belo Monte.

A nota veio em resposta a um apelo direto das comunidades amazônicas afetadas, em forma de um pedido oficial para o governo brasileiro interromper a construção de Belo Monte, alertando que o Brasil pode estar violando tratados inter-americanos se prosseguir com a construção.

O prazo final para o Brasil responder a OEA é esta sexta feira.  Nós temos apenas alguns dias para dizer à Presidente Dilma, ao Ministério das Relações Exteriores e à Secretaria de Direitos Humanos que nós estamos do lado da OEA e dos povos amazônicos.  Envie uma mensagem para eles agora.

Para aderir à campanha clique AQUI.

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Campanha da Avaaz: Dilma, respeite a OEA! - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV