Santo Antônio: CUT e Odebrecht fecham acordo para atender reivindicações de funcionários

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Metaverso? Uma solução em busca de um problema. Entrevista com Luciano Floridi

    LER MAIS
  • Comunidades Eclesiais de Base, sim. Artigo de Pedro Ribeiro de Oliveira

    LER MAIS
  • A implementação do Concílio no governo do Papa Bergoglio. Artigo de Daniele Menozzi

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


01 Abril 2011

A Central Única dos Trabalhadores e a construtora Odebrecht, responsável pela obra da usina de Santo Antônio (RO, 3.150 MW), fecharam um acordo, no qual a construtora aceita atender as reivindicações dos operários que estão em greve desde o dia 25 de março.  Pelo acordo, os trabalhadores terão 5% de antecipação salarial e já no dia 1º de abril será negociado o restante do percentual que corrigirá os salários e valerá até o ano que vem.

A informação é do sítio Canal Energia, 01-04-2011.

A Odebrecht concordou ainda com um aumento de R$ 132 no valor da cesta básica, licença de cinco dias a cada três meses trabalhados, com direito a passagem de avião até as capitais, opção de mais de um plano de saúde, com cobertura nacional, para os trabalhadores escolherem, entre outras propostas.

O próximo passo será submeter a pauta aos trabalhadores de Santo Antônio. Duas assembléias, uma pela manhã e outra à noite, já estão marcadas para a próxima segunda-feira, 4 de abril, em frente ao portão da usina.  Segundo a assessoria da Odebrecht, ainda não há uma data para a retomada das obras e a decisão depende do sindicato.  "O consórcio já tomou todas as medidas para a retomada dos trabalhos", informou a assessoria.

A CUT informou que também esperava fechar um acordo com a Camargo Corrêa, responsável pelas obras da UHE Jirau (RO, 3.350 MW), semelhante ao que foi fechado com a Odebrecht. No entando, segundo o secretário de Administração e Finanças da CUT, Vagner Freitas, a empreiteira só aceita conversar se o Ministério Público desobstruir o local.  "A exigência não faz sentido porque essa discussão não passa pela alçada da CUT", ressalta.  Para o dirigente, a central continuará insistindo para que a empresa retome a mesa de negociações, enquanto reforma os alojamentos, permitindo que o órgão reveja essa decisão.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Santo Antônio: CUT e Odebrecht fecham acordo para atender reivindicações de funcionários - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV