''Renovando a face da terra'': São José e a nossa esperança para o mundo

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco propõe um sistema econômico mais justo e sustentável

    LER MAIS
  • Em busca da funda de Davi. Uma análise estratégica da conjuntura

    LER MAIS
  • Por que Tagle é o novo “herói papal” do Oriente

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

20 Março 2015

Em preparação para a Páscoa, os jesuítas da rede Ignatian Solidarity Network (ISN) estão oferecendo uma série de reflexões quaresmais em torno do tema Renewing the face of the Earth (Renovando a face da Terra).

Veja abaixo, na sessão "Para ler mais", as outras partes dessa série.

Autores de todo o mundo oferecem breves reflexões a partir de suas experiências de cuidado da criação e das leituras do dia. Essas reflexões diárias examinam a nossa fé e o modo como praticamos o cuidado ambiental.

A Ignatian Solidarity Network (ISN) é uma rede de justiça social que reúne universidades, colégios, paróquias, junto com diversas outras instituições católicas e parceiros seculares. Fundada em 2004, a rede se inspira na espiritualidade de Santo Inácio de Loyola.

A reflexão de hoje é de Maureen McCann Waldron, diretora-associada do Collaborative Ministry da Creighton University e cofundadora do sítio Online Ministries. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

Eis o texto.

Nessa quinta-feira, celebramos São José. Como carpinteiro, ele certamente compreendeu a natureza, a madeira e a interconectividade do mundo.

Ele ensinou Jesus sobre a agricultura, os ciclos de crescimento e a poda das árvores e das videiras. Ele apontou para os pastores no campo e para os seus cuidados em relação aos seus rebanhos. Ele mostrou a Jesus a beleza da madeira e a maravilha de como cada peça se encaixa uma na outra.

A nossa esperança para o mundo de hoje é uma consciência mais profunda da nossa interconexão com o nosso mundo. Vemos alguns progressos, em que as nossas florestas são replantadas, em que os rios são limpados e de um renascimento da agricultura biológica.

Ficamos impacientes com essa recuperação lenta, mas podemos imaginar São José explicando, pacientemente, que o conhecimento e a sabedoria levam tempo. A obra de Deus leva tempo.

Quando o anjo apareceu a José, ele disse a José para não ter medo, porque a criança que Maria trazia no seu ventre "salvará o seu povo dos seus pecados". Essa continua sendo a nossa esperança para o nosso mundo.

Questões para reflexão:

  • Onde eu posso encontrar esperança hoje na recuperação dos recursos da nossa Terra?
  • Que mensagem São José pode ter para mim na minha impaciência?
  • Qual é o meu papel e a minha responsabilidade na recuperação da Terra?

Foto: Fusion of Horizons/Flickr

Leia mais:

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

''Renovando a face da terra'': São José e a nossa esperança para o mundo - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV