Compartilhar Compartilhar
Aumentar / diminuir a letra Diminuir / Aumentar a letra

Crise Econômica Global e a Economia Civil - possibilidades e desafios



Torna-se cada vez mais latente a necessidade de se (re)pensar modelos econômicos capazes de vislumbrarem os limites e as possibilidades de uma economia sustentável, ética e socialmente regulada, uma organização econômica e social que tenha o ser humano e a natureza na centralidade da vida societária, lugar que hoje é ocupado pelo mercado.

Aproximar questões que, ao longo do tempo, acabaram separadas pela maior parte da teoria econômica e pela construção prática do cotidiano do mercado, como por exemplo, economia e a felicidade das pessoas, o bem comum, a equidade e a justiça social, talvez seja algo necessário. Aproximações que levam a refletir sobre os fundamentos antropológicos, teológicos e sociais da economia, de maneira a buscar pistas que permitam ter a economia como construção do bem-estar social, bem como vislumbrar limites e possibilidades.

Para tanto, pode-se resgatar algumas das raízes do pensamento econômico, retomando debates relacionados a reciprocidade, ao dom, a eficiência, a equidade, a felicidade pública. Perceber essas questões ao longo do percurso histórico da experiência econômica do Ocidente, mostrando como os seus fundamentos estão na experiência cristã e como é preciso recuperar essa relação entre produção de riquezas e fraternidade, pode contribuir para que se possa melhor compreender o momento atual e seus desdobramentos.

Torna-se relevante pensar se o atual modelo econômico tem o interesse individual elevado à condição de motor da eficiência e da produção de riquezas e se não há espaços para a pluralidade de concepções e formas de agir no mercado. “Uma sociedade que suprima do seu horizonte cultural o princípio da reciprocidade é uma sociedade com um futuro provavelmente comprometido e certamente sem condições de satisfazer à demanda de felicidade de seus membros” (Zamagni, 2010).

Dado o exposto e diante do contexto atual, o Instituto Humanitas Unisinos – IHU propõe o evento Crise Econômica Global e a Economia Civil - possibilidades e desafios, de maneira a, quiçá, contribuir para um pensamento econômico plural, civilizador, com princípios para além da troca instrumental e do lucro, de maneira a fomentar a promoção da justiça e o bem comum. 


Objetivos

Refletir sobre o contexto da crise econômica global, explorando limites e possibilidades a partir de uma concepção plural de economia e de mercado.


Inscreva-se


Público Alvo

Professores, alunos, funcionários e comunidade acadêmica em geral.




Programação


05 de junho de 2012

Crise Econômica Global e a Economia Civil - possibilidades e desafios
Palestrante: Prof. Dr. Stefano Zamagni
Horário: das 9h30min às 12h
Local: Sala Ignácio Ellacuría e Companheiros - IHU





Certificado

O aluno receberá certificado de frequência somente das horas referentes às atividades em que participar. Para isso, deverá assinar a ata de presença em cada evento. O certificado estará disponível no Atendimento Unisinos (mediante a taxa de R$9,00) a partir de 15 dias após seu término.



Investimento

Evento gratuito.



Coordenação

Prof. Dr. Inácio Neutzling – Unisinos
Prof. MS Lucas Henrique da Luz - Unisinos



Cadastre-se

Quero receber:


Refresh Captcha Repita o código acima:
 

Novos Comentários

"Quem vota em candidatos como os senhores Néstor e Alceu pensa como eles. Acredito até que são ele..." Em resposta a: Um indicativo seguro sobre a/o candidata/o em quem não se deve votar
"Caros Amigos,
Podemos evitar a tragedia do desmatamento?" Em resposta a: Monocultura arrasa florestas amazônicas
"Quero me unir a toda a Familia dos Paulinos neste momento de dor e tristeza pelo falecimento do seu ..." Em resposta a: Morre o Superior Geral dos Padres Paulinos

Conecte-se com o IHU no Facebook

Siga-nos no Twitter

Escreva para o IHU

Adicione o IHU ao seus Favoritos e volte mais vezes