Três em cada dez lares brasileiros vivem sem nenhuma renda do trabalho – Frases do dia

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • O suicídio no clero do Brasil

    LER MAIS
  • “Agro é fogo”: incêndios no Brasil estão ligados ao agronegócio e ao avanço da fome, diz dossiê

    LER MAIS
  • Polícia de RO invade casa de advogada para apreender material de defesa de camponeses

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


17 Junho 2021

 

Três em cada dez lares brasileiros vivem sem nenhuma renda do trabalho

“No primeiro trimestre de 2021, três em cada dez lares brasileiros viviam sem nenhuma renda obtida através do trabalho, segundo um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) com base nos microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua), apurada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Devido à crise provocada pela pandemia de covid-19, a proporção de domicílios sem nenhuma renda de trabalho saltou de 25,09% no primeiro trimestre de 2020 para 31,56% no segundo trimestre, com ligeira redução a 31,24% no terceiro trimestre” – Daniela Amorim, jornalista – O Estado de S. Paulo, 16-06-2021.

 

Bebam água!

“Na segunda-feira (14), em Budapeste, ao chegar à coletiva que antecedia o jogo Hungria x Portugal pela Eurocopa, o craque Cristiano Ronaldo viu duas garrafinhas de Coca-Cola na mesa. Não vacilou: tirou-as de sua frente e botou uma de água no lugar. Pôde-se ouvi-lo em seguida dizendo “Bebam água”. Em 30 minutos, as ações da Coca-Cola caíram 1,4% nas Bolsas, num prejuízo de US$ 4 bilhões. No dia seguinte, Ronaldo fez dois dos três gols da vitória portuguesa e se tornou o maior artilheiro da história da Eurocopa. Pelo visto, não tomar Coca-Cola faz bem” – Ruy Castro, jornalista e escritor – Folha de S. Paulo, 17-06-2021.

 

Impossível imaginar Neymar fazendo o mesmo que fez Cristiano Ronaldo

“Notar que a Coca-Cola é patrocinadora da Eurocopa, o que torna o gesto de Ronaldo ainda mais notável. Impossível imaginar Neymar fazendo o mesmo —ao contrário, seu estilo de vida arrogante, predador e exibicionista é sinônimo de grifes e cafonices. Mas quero crer que esse estilo, comum a tantos jogadores brasileiros, está nas últimas. O futuro terá muito mais atletas conscientes e comprometidos com as causas nobres” – Ruy Castro, jornalista e escritor – Folha de S. Paulo, 17-06-2021.

 

O tal centro político sem nomes

“Luciano Huck já tinha dado todos os sinais de que não seria candidato a presidente. Sua saída da corrida eleitoral não pegou de surpresa os operadores do tal centro político, mas vai obrigar esse grupo a aceitar algumas verdades sobre o cenário da eleição de 2022. O fato de o nome do apresentador ter circulado como opção por tanto tempo mostra que as elites partidárias ainda não traçaram um caminho para fabricar uma terceira via para a corrida presidencial. Esses políticos insistem que há espaço entre Lula e Jair Bolsonaro, mas não apresentam nomes com potencial para superar pelo menos um dos dois” – Bruno Boghossian, jornalista – Folha de S. Paulo, 17-06-2021.

 

Terceira via? Mero objeto de especulação eleitoral

“O consórcio de centro parece negociar a propriedade de um espaço que não existe ou que não é grande o suficiente para abrir caminho para o segundo turno. Ao tratar Huck, Doria, Ciro, Luiz Henrique Mandetta, Sergio Moro e João Amoêdo como apostas intercambiáveis, esse grupo mostrou que a terceira via é só um objeto de especulação eleitoral” – Bruno Boghossian, jornalista – Folha de S. Paulo, 17-06-2021.

 

Sem entusiasmo

“Apesar de louvável, a iniciativa de reunir expoentes do centro numa rodada de diálogo ainda não despertou entusiasmo nos bastidores do grupo. A bigorna amarrada às expectativas é uma: quem está disposto a conversar não tem o famoso “voto”, componente essencial para se chegar ao poder numa democracia. O apresentador engajado Luciano Huck, por razões óbvias, era, sim, a grande esperança desse grupo para conquistar corações e mentes, mas não rolou. De resto, ainda há desconfianças pairando no ar. Por ora, impera o baixo-astral” – Coluna do EstadãoO Estado de S. Paulo, 17 -06-2021.

 

Bang!

O clima é de “saloon” de faroeste, segundo envolvidos nas conversas: todo mundo achando que alguém trairá o grupo no final, buscando o que for melhor para o seu partido. Luiz Henrique Mandetta, por exemplo, lidera o diálogo, mas não responde a uma pergunta singela: por que o partido dele, o DEM, não pensou na unidade do centro antes de implodir a candidatura desse mesmo centro à presidência da Câmara? A implosão fortaleceu um dos polos, Jair Bolsonaro. Presente na reunião, o Solidariedade está de namoro firme com Lula. Baixo-astral à parte, a turma do centro quer atrair mais partidos para a “mesa democrática”, entre eles o PSB de Carlos Siqueira e o PSD de Gilberto Kassab. O primeiro, porém, está perto de Lula e o segundo pensa em lançar candidatura própria” – Coluna do Estadão – O Estado de S. Paulo, 17 -06-2021.

 

Atoleiro

“Sem uma agenda para resolver a falta de produtividade e a desigualdade, o Brasil não sai do atoleiro onde está. (...) No governo Bolsonaro, a agenda da produtividade desapareceu. (...) A tremenda desigualdade social do Brasil não tem sido encaminhada a contento pelo governo Bolsonaro. E esses problemas são como doença. Sem tratamento, crescem” – Persio Arida, ex-presidente do Banco Central em palestra virtual, ontem, para marcar os 60 anos do BRDE – Zero Hora, 17-06-2021.

 

Covid 19. Vacinação anual

“Ano que vem, vamos ter que começar a vacinar todo mundo de novo. Vai funcionar como funciona na gripe; mudam as variantes, tem fazer nova adaptação da vacina” – Fernando Ganem, médico, diretor-geral do Hospital Sírio-Libanês (SP) – Folha de S. Paulo, 17-06-2021.

 

Inferências perigosas

“Todo mundo me pergunta e eu falo: sabe quando a gente vai ter todas essas respostas? Daqui a um ano, quando 100 milhões de pessoas estiverem vacinadas. O resto são inferências, e inferências são perigosas porque podem gerar informações infundadas” – Fernando Ganem, médico, diretor-geral do Hospital Sírio-Libanês (SP) – Folha de S. Paulo, 17-06-2021.

 

Atendimento digital de pacientes

“Não tenho dúvida de que o atendimento e do monitoramento digital de pacientes, serviços de saúde mental e de reabilitação a distância terão oportunidade de crescimento no pós-pandemia. (...) Hoje, com uma boa anamnese, um check-list de perguntas, um algoritmo bem direcionado, você consegue saber quando orientar a pessoa a procurar um atendimento presencial ou se ela pode seguir no acompanhamento digital” – Fernando Ganem, médico, diretor-geral do Hospital Sírio-Libanês (SP) – Folha de S. Paulo, 17-06-2021.

 

Ofensas homofóbicas de um padre

“O Ministério Público de Mato Grosso abriu investigação contra o padre Paulo Antônio Müller, da Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Tapurah (a 433 km de Cuiabá), por ofensas homofóbicas e críticas ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. O caso ocorreu durante uma missa do último dia 13 de junho que estava sendo transmitida pelas redes sociais. O padre chegou a citar o jornalista Erick Rianielli, da TV Globo do Rio de Janeiro, e seu marido. "Queremos orar para você que é casado na igreja, é noivo, namorado. Vamos pedir a Deus que possamos viver bem esse tempo. A gente faz o namoro, não como a Globo mostrou durante essa semana com dois viados. Um repórter com um viadinho chamado Pedrinho, ridículo", disse” – Pablo Rodrigo, jornalista – Folha de S. Paulo, 17-06-2021.

 

‘Sacrilégio, blasfêmia!’

"Que chamem a união de dois viados e duas lésbicas como querem, mas não de casamento, por favor. Isso é falta de respeito com Deus, isso é sacrilégio, blasfêmia. Casamento é coisa bonita e digna", completou o Padre Paulo Antônio Müller. A Promotoria de Mato Grosso informou que pretende analisar os fatos e colher os subsídios necessários para adoção de medida judicial cabível” – Pablo Rodrigo, jornalista – Folha de S. Paulo, 17-06-2021.

 

Coração

“Não se trata de partidarizar as religiões. Mas a religião, seja ela cristã, judaica, muçulmana, de matriz africana, indígena, não importa, é um grande valor do nosso povo e tem que ser respeitada”, afirma Betto. “Deus não tem religião. Não vamos ficar nessa disputa. [...] O que importa na religião não é se você sabe repetir a Bíblia de cor ou se é uma autoridade. O que importa é se você ama, o amor” – Frei Betto, escritor – Folha de S. Paulo, 17-06-2021.

 

Jesus morreu como prisioneiro político

“Não podemos ficar fazendo pescaria no texto bíblico, como faz o Bolsonero, pegando texto de João ‘A verdade vos libertará’ etc. [...] O mais importante é pegar o conjunto da obra, e o conjunto da obra é que Jesus morreu como prisioneiro político. Ele não morreu de hepatite na cama nem de desastre de camelo numa esquina de Jerusalém. Ele foi preso, torturado e dependurado numa cruz pelo Império Romano” – Frei Betto, escritor – Folha de S. Paulo, 17-06-2021.

 

Rinha de bolsonaristas

“A CPI da Covid foi uma rinha de bolsonaristas. Witzel foi eleito com mesma camisa dos senadores Jorginho Mello, Eduardo Girão e Flávio Bolsonaro” – Ivan Valente, deputado federal (PSOL-SP) – O Estado de S. Paulo, 17-06-2021.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Três em cada dez lares brasileiros vivem sem nenhuma renda do trabalho – Frases do dia - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV