O Papa intervém na Fábrica de São Pedro. Apreendidos PCs e papéis

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • “Sínodo é até o limite. Inclui a todos: Os pobres, os mendigos, os jovens toxicodependentes, todos esses que a sociedade descarta, fazem parte do Sínodo”, diz o Papa Francisco

    LER MAIS
  • Por que a extrema direita elegeu Paulo Freire seu inimigo

    LER MAIS
  • O Papa aos Jesuítas da Eslováquia: “No mundo atual nos assusta sermos livres. Temos medo das encruzilhadas do caminho"

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


01 Julho 2020

Uma nova frente de investigação do Vaticano está sendo aberta. Ontem, o Papa Francisco nomeou comissário extraordinário para a Fábrica de São Pedro, o núncio D. Mario Giordana, encarregando-o da tarefa de "atualizar os Estatutos, esclarecer a administração e reorganizar os escritórios administrativo e técnico". Nessa "delicada tarefa - refere uma nota do Vaticano - o comissário extraordinário será assistido por uma comissão". A escolha segue uma "sinalização" dos escritórios do Auditor Geral que levou nesta manhã "à apreensão de documentos e dispositivos eletrônicos nos escritórios técnico e administrativo da Fábrica de São Pedro".

A reportagem é de Domenico Agasso Jr., publicada por Vatican Insider, 30-06-2020. A tradução é de Luisa Rabolini.

Essa última operação foi autorizada por decreto do promotor de justiça do Tribunal, Gian Piero Milano, e do adjunto, Alessandro Diddi, "mediante prévia informação à Secretaria de Estado do Vaticano". O ato segue as linhas do motu proprio de Bergoglio, sobre "a transparência, o controle e a concorrência nos procedimentos de adjudicação de contratos públicos da Santa Sé e do Estado da Cidade do Vaticano", promulgado em 1º de junho.

Poderia, portanto, tratar-se de um novo caso administrativo e, em perspectiva, judicial no Vaticano.

A Fábrica de São Pedro – nome oficial em latim: Reverenda Fabrica Sancti Petri – é o ente criado especificamente para a gestão de todas as obras necessárias na época para a realização arquitetônica e artística da basílica de São Pedro. A Fábrica é encarregada da complexa administração da maior igreja do mundo e "das estruturas na área adjacente de sua pertinência".

O presidente é o cardeal Angelo Comastri, arcipreste da Basílica, e o responsável pela administração é o monsenhor Vittorio Lanzani. Ambos estão sendo afastados de seus respectivos ofícios.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

O Papa intervém na Fábrica de São Pedro. Apreendidos PCs e papéis - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV