Irmão, mãe e cunhada: uma família inteira foi assassinada pela Ditadura Militar

Revista ihu on-line

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Ontologias Anarquistas. Um pensamento para além do cânone

Edição: 543

Leia mais

Mais Lidos

  • ‘Cultura do descarte e do ódio’ de governantes atuais lembra Hitler, confessa papa Francisco

    LER MAIS
  • O que suponho que Lula deveria dizer. Artigo de Tarso Genro

    LER MAIS
  • Opositores do papa: continuem assim

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


close

FECHAR

Enviar o link deste por e-mail a um(a) amigo(a).

Enviar

13 Maio 2018

Um jovem de apenas 25 anos, Stuart Jones Angel; uma mãe de 55 anos, a estilista Zuzu Angel, e Sônia de Moraes Angel, de apenas 27 anos, são irmão, mãe e cunhada da jornalista Hildegard Angel, que é a única sobrevivente desta família.

A reportagem é de Leila Brito, publicada por Carta Campinas, 12-05-2018.

Todos os três foram assassinados pela Ditadura Militar. Stuart e Sônia, sob tortura cruel, durante o governo de Médici, e Zuzu, sob acidente forjado, sob ordens de Geisel.

Antes de ser assassinada, Zuzu havia ido na casa de Geisel pedir ajuda para encontrar o filho. Geisel sabia que o filho dela havia sido morto sob suas ordens.

“Decidiam matar brasileiros às centenas, como quem extermina porcos, galinhas, os jovens brasileiros mais preparados, inteligentes, cultos, porque divergiam no pensamento e na ideologia. E ainda há quem queira o retorno dos militares ao poder.” (Hildegard Angel sobre os Presidentes Generais assassinos.)

Documento do governo dos EUA comprovam a participação dos ditadores Ernesto Geisel e João Batista Figueiredo no extermínio de opositores.

A sobrevivente Hildegard jamais foi feliz depois desse massacre da sua família.

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Irmão, mãe e cunhada: uma família inteira foi assassinada pela Ditadura Militar - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV