“A fragilidade da natureza é consequência de escolhas equivocadas e da ganância humana”, afirma Patriarca Bartolomeu

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Papa Francisco ataca o 'desejo de poder', a 'rigidez disciplinar' e a 'deslealdade' nas associações de fiéis, dos movimentos eclesiais e das novas comunidades

    LER MAIS
  • Vacinas, o grande golpe da Big Pharma

    LER MAIS
  • A furiosa e disfarçada guerra pela Água no Brasil

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


02 Agosto 2021

 

“A fragilidade do ambiente natural é consequência das escolhas equivocadas e da ganância do ser humano”, e a humanidade ainda custa a entender “a relação entre a nossa própria existência e a proteção da nossa casa comum”.

A reportagem é do Servizio Informazione Religiosa (SIR), 30-07-2021. A tradução é de Moisés Sbardelotto.

É o que escreve o Patriarca Ecumênico de Constantinopla Bartolomeu em uma carta ao presidente da República italiana, Sergio Mattarella, para lhe expressar o apoio e a solidariedade do Patriarcado Ecumênico pelos incêndios que devastaram a Sardenha nos últimos dias.

O Patriarca Bartolomeu é conhecido pelo seu compromisso em favor do ambiente e tem sido um promotor de eventos internacionais realizados nos pontos mais frágeis do planeta e de congressos em que, todos os anos, se reúnem estudiosos e especialistas de todo o mundo para sensibilizar sobre a crise ambiental e favorecer uma conversão ecológica.

Na carta ao presidente Mattarella – divulgada pelo Patriarcado Ecumênico – recorda-se que esse compromisso tem caracterizado a ação da Igreja Ortodoxa desde o fim dos anos 1980, promovendo “a necessidade de proteger o ambiente natural” e “evidenciando a dimensão espiritual e moral da questão, no contexto da relação do ser humano com Deus e a sua criação”.

A humanidade de hoje – afirma Bartolomeu – é “responsável pelo mundo que será transmitido às gerações futuras” e, “se não conseguirmos transmitir a mensagem de que os homens e mulheres de hoje são os guardiões e não os dominadores absolutos do planeta, seremos forçados a sofrer cada vez mais os desastres naturais que atingirão o mundo”.

Na carta, o patriarca ecumênico confidencia ao presidente Mattarella que rezou para que as intervenções conseguissem apagar o quanto antes “os catastróficos incêndios”, pedindo “ao Criador” que fortaleça a ação de “todos aqueles que lutam para salvar o ambiente natural da bela Sardenha”.

 

Leia mais

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

“A fragilidade da natureza é consequência de escolhas equivocadas e da ganância humana”, afirma Patriarca Bartolomeu - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV