Em carta, Bento XVI diz esperar se encontrar com os seus amigos no céu

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • Uma visão do suicídio no Brasil em resposta à outra visão apresentada

    LER MAIS
  • "É hora de reaprender a arte de sonhar com os xamãs nativos"

    LER MAIS
  • “É triste ver cristãos acomodados na poltrona”. O alerta do papa Francisco contra a acídia

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


22 Outubro 2021

 

Em uma carta de condolências depois da morte de um dos seus amigos mais próximos, o Papa emérito Bento XVI disse que espera se encontrar com seus amigos no céu em breve.

A reportagem é de Christa Pongratz-Lippit, publicada por The Tablet, 21-10-2021. A tradução é de Wagner Fernandes de Azevedo.

“Ele já encontrou o Além, onde muitos amigos seus certamente estão o esperando. E eu espero muito que, em breve, eu possa me reunir com eles”, escreveu Bento em uma carta datada de 02 de outubro e endereçada à Abadia do Mosteiro Cisterciense de Wilhering, na Áustria. Ele referia-se à morte do padre Gerhard Winkler.

O mosteiro publicou a carta na íntegra, na qual o Papa emérito, assinando “Benedikt”, escreve: “Estou profundamente entristecido pela notícia que você me enviou de que o Prof Dr. Gerhard Winkler OCist foi para casa. De todos os meus amigos e colegas, ele era o mais próximo. Sua alegria e profunda fé sempre me atraíram. Ele já encontrou o Além, onde muitos amigos seus certamente estão o esperando. E eu espero muito que, em breve, eu possa me reunir com eles. Enquanto isso, continuo unido em oração com ele e com a comunidade de Wilhering”.

O padre Gerhard Winkler, OCist (24 de abril de 1931 – 22 de setembro de 2021) foi um dominicano católico romano austríaco e historiador da Igreja. Ele e Joseph Ratzinger – que mais tarde se tornaria Papa Bento XVI – lecionaram na Universidade de Regensburg na década de 1970, Ratzinger de 1969-1977 e Winkler de 1974-1983.

Uma das publicações mais conhecidas de Winkler é a edição em dez volumes das obras coletadas de Bernhard von Clairvaux na tradução latim-alemã. Bento XVI o cita várias vezes em sua encíclica Spe salvi de 2007.

Entretanto, o arcebispo Georg Gänswein, que está cuidando do Papa emérito, garantiu ao jornal alemão Bild Zeitung que Bento XVI continua “absolutamente alegre”.

O desejo de se juntar aos amigos do céu, que ele expressou em sua carta de condolências, não deve ser interpretado como significando que o papa emérito “não deseja mais viver”, disse ele.

Gänswein enfatizou ser o contrário.

A carta é “bem significativa e vem do coração”, explicou Gänswein. É claro que o Papa está se preparando muito conscientemente para a morte. “A arte de uma boa morte, ars moriendi, faz parte da vida cristã. O Papa Bento XVI pratica essa arte há anos. Mas ele está absolutamente alegre. Estável em sua fraqueza física, cristalino em sua mente e abençoado com seu senso de humor tipicamente bávaro”.

 

Leia mais

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Em carta, Bento XVI diz esperar se encontrar com os seus amigos no céu - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV