SBPC abre espaço para conhecimentos e práticas tradicionais dos indígenas

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Rio Grande do Norte. Seridó ameaçado

    LER MAIS
  • Arcebispo de Ribeirão Preto visita no hospital a Dom Pedro Casaldáliga, “um ícone no Brasil”

    LER MAIS
  • Francisco nomeia seis mulheres para grupo que supervisiona as finanças vaticanas

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


21 Julho 2015

Na segunda edição da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência Indígena (SBPC Indígena), uma programação especial foi preparada para fomentar um espaço de discussão e para mostrar a cultura e o conhecimento desses povos para o Brasil. A atividade faz parte da programação da 67ª Reunião Anual da SBPC.

A reportagem foi publicada pelo INPA, 18-07-2015.

A programação reúne indígenas e não-indígenas. São realizadas atividades que mostram os conhecimentos tradicionais, por meio de oficinas, mesas-redondas e minicursos de pintura xavante, arte e artesanato, música, astronomia, alimentação e medicina indígena. Além de debates sobre direitos indígenas contemporâneos e as discussões sobre ética, práticas e políticas científicas.

Para a índia amazonense da etnia Marubo, Marta Marubo Comapa, a SBPC Indígena representa uma oportunidade muito grande para disseminar a cultura de povos que são esquecidos ou pouco conhecidos. “É um desafio unir a ciência moderna e os nossos conhecimentos, mas precisamos quebrar as barreiras. Não podemos ficar para trás”, disse Comapa.

Para o indígena amazonense da etnia Kambeba, Ivan Paulo Braga, é difícil vencer o preconceito da cidade grande. “A questão financeira e a distância são um empecilho muito grande para o nosso avanço”, disse.

Comapa e Braga chegaram recentemente a São Carlos. Eles fazem parte do programa de educação Ações Afirmativas da UFSCar, que desde 2008 recebe indígenas em todos cursos através do Vestibular Indígena.

A primeira SBPC indígena ocorreu no ano passado, na Universidade Federal do Acre (UFAC).

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

SBPC abre espaço para conhecimentos e práticas tradicionais dos indígenas - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV