Equador. Visita do Papa Francisco será de ‘interesse nacional’, segundo decreto presidencial

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • O fenômeno dos padres fisiculturistas e estrelas das redes sociais

    LER MAIS
  • “O Papa me disse: Deus ama os filhos homossexuais como eles são”

    LER MAIS
  • Francisco para os pais e mães de homossexuais: “A Igreja ama os vossos filhos do jeito que eles são, porque são filhos de Deus”

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: André | 04 Mai 2015

Foi criado um Comitê Nacional para a visita do Papa Francisco nos próximos dias 6, 7 e 8 de julho, segundo o decreto executivo 663 emitido nesta quarta-feira pelo presidente Rafael Correa no qual declarou sua visita como de interesse nacional.

A reportagem está publicada por El Universal, 29-04-2015. A tradução é de André Langer.

O Comitê, que será presidido pelo Ministério de Relações Exteriores, terá a incumbência de coordenar e executar todas as tarefas necessárias para a visita do pontífice. Além disso, será o encarregado pela coordenação multissetorial “entre os diferentes níveis das funções e instituições do Estado em todos os níveis de Governo”, segundo reza o decreto.

Esta entidade será composta pelo setor de segurança, integrado pela Chancelaria, pelos Ministérios da Segurança, Defesa e Interior e pela Secretaria Nacional de Inteligência e a Subsecretaria de Gestão Logística e Protocolar da Presidência.

Também pelo setor social, integrado pelos ministérios de coordenação do Desenvolvimento Social e da Saúde, e pela Secretaria Nacional de Gestão Política.

Ao passo que o setor da comunicação será composto pela Secretaria Nacional de Comunicação e pelo Ministério das Telecomunicações.

O mesmo decreto dispõe a Administração Pública e instituições a “solicitar aos Governos Autônomos e Descentralizados no marco de suas competências que orientem suas ações para ajudar na realização efetiva deste evento” considerado como internacional.

Na quarta-feira, o presidente Rafael Correa, após seu retorno do Vaticano onde teve uma audiência com o Papa Francisco, anunciou que em meados de maio dará a conhecer detalhes da agenda que o visitante terá no Equador.

Até o momento, está confirmada a visita para Guayaquil e Quito.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Equador. Visita do Papa Francisco será de ‘interesse nacional’, segundo decreto presidencial - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV