Morre aos 67 anos a jornalista e ambientalista Teresa Urban

Revista ihu on-line

Diálogo interconvicções. A multiplicidade no pano da vida

Edição: 546

Leia mais

Cultura Pop. Na dobra do óbvio, a emergência de um mundo complexo

Edição: 545

Leia mais

Revolução 4.0. Novas fronteiras para a vida e a educação

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • Manifesto do Laicato em apoio aos bispos que subscreveram a “Carta ao Povo de Deus” com 1440 assinaturas no primeiro dia

    LER MAIS
  • Com mais de 1.500 assinaturas, Padres da Caminhada relançam mensagem de apoio à Carta ao Povo de Deus dos bispos

    LER MAIS
  • “A pandemia viral é o resultado da pandemia psicológica e espiritual”, afirma Gastón Soublette

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


27 Junho 2013

A jornalista, ambientalista e escritora Teresa Urban morreu aos 67 anos na noite desta quarta-feira (26), na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Vita, em Curitiba, em decorrência de um infarto. Ela sofreu o problema cardíaco na madrugada de terça-feira (25) e estava internada.

A informação é publicada pelo jornal Gazeta do Povo, 27-06-2013.

A informação foi confirmada por amigos e pelo presidente da Câmara de Vereadores de Curitiba, Paulo Salamuni (PV), com quem Teresa vinha trabalhando recentemente. A jornalista, pioneira na cobertura de assuntos ambientais na imprensa brasileira, morreu por volta das 22h50 desta quarta-feira. Até o fim da noite não havia informações sobre o velório.

Política e meio ambiente

Teresa Urban nasceu em Curitiba, em 1946, e se formou em Jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Foi militante na Ação Católica e em grupos de resistência à ditadura militar, como a AP (Ação Popular) e a Polop (Política Operária). Presa no final da década de 1960, exilou-se no Chile entre 1970 e 1972. Mais tarde, disse ter sido torturada quando foi interrogada pelo delegado Sérgio Paranhos Fleury, um dos mais conhecidos agentes da repressão durante a ditadura militar brasileira.

Iniciou a carreira de jornalista na década de 1970. Trabalhou no jornal semanal "Voz do Paraná", na revista "Veja", nas sucursais de "O Estado de S. Paulo" e "Jornal do Brasil" em Curitiba e no jornal "Folha de Londrina", onde foi diretora de redação.

Seu primeiro livro, "Boias-frias — Vista Parcial", foi lançado em 1984. Desde então foram mais de 20 obras. Sua única obra de ficção, “Dez Fitas e um Tornado”, um suspense, foi lançado no mês passado.

Em sua atuação na área ambiental, mapeou os remanescentes da floresta de araucárias no estado e desenvolveu projetos em conjunto com a Sociedade de Pesquisa da Vida Selvagem (SPVS) e as ongs SOS Mata Atlântica e Mater Natura. Ajudou a criar a Rede Verde de Informações Ambientais. Também atuou no Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conam).

Nota da IHU On-Line: Durante muitos anos Teresa Urban, grande companheira, participou ativamente dos debates da Escola de Formação Política do Paraná, promovida pelo Centro de Pesquisa e Apoio aos Trabalhadores - CEPAT e pela CNBB-Sul 2. Ela também participou do II Simpósio Internacional do IHU, na Unisinos.

Veja também:

Nota: A fonte da imagem que ilustra a matéria é http://migre.me/fcGr9

 

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Morre aos 67 anos a jornalista e ambientalista Teresa Urban - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV