GM demite quase 600 funcionários em São José dos Campos

Revista ihu on-line

Metaverso. A experiência humana sob outros horizontes

Edição: 550

Leia mais

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Mais Lidos

  • "É hora de reaprender a arte de sonhar com os xamãs nativos"

    LER MAIS
  • Uma visão do suicídio no Brasil em resposta à outra visão apresentada

    LER MAIS
  • “É triste ver cristãos acomodados na poltrona”. O alerta do papa Francisco contra a acídia

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Cesar Sanson | 26 Março 2013

A General Motors (GM) anunciou nessa terça-feira a demissão de 596 funcionários  que estavam em layoff, com o contrato de trabalho suspenso, mantendo o salário, desde agosto de 2012. A empresa diz que a fábrica de São José dos Campos (SP) tem excedente de mão de obra desde que a montadora passou a transferir parte das atividades para outros municípios.

A reportagem é de Daniel Mello e publicada pela Agência Brasil, 26-03-2013.

Os desligamentos ocorrem após meses de negociação, que terminaram em um acordo, assinado em 26 de janeiro, que garantiu estabilidade até o final do ano de 750 trabalhadores que também estavam ameaçados de demissão. Na ocasião foi estabelecida extensão do layoff por três meses.

O Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos criticou, por nota, a decisão da GM. “O fato é que não existe motivo para demissões. Os trabalhadores que estão na fábrica têm feito excesso de hora extra, o que confirma que a produção está em alta. Além disso, a GM continua importando veículos da Coreia, da Argentina e do México. Se esses carros fossem produzidos aqui, o cenário seria bem diferente”, diz o comunicado.

O sindicato diz que apresentou alternativas para a manutenção dos postos de trabalho e acusa a empresa de não buscar formas de evitar as demissões.

A GM tem oito fábricas de automóveis em São José dos Campos, em um complexo industrial que emprega mais de 7 mil pessoas. Pelo acordo de assinado em janeiro, a empresa deverá investir R$ 500 milhões nas unidades, nas áreas de produção da pick-up S10, de motores e transmissão, além da estamparia.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

GM demite quase 600 funcionários em São José dos Campos - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV