Morre o último remanescente dos criadores da CLT

Revista ihu on-line

Caetano Veloso. Arte, política e poética da diversidade

Edição: 549

Leia mais

Mulheres na pandemia. A complexa teia de desigualdades e o desafio de sobreviver ao caos

Edição: 548

Leia mais

Clarice Lispector. Uma literatura encravada na mística

Edição: 547

Leia mais

Mais Lidos

  • Rico ri à toa

    LER MAIS
  • Charles Chaput, arcebispo emérito da Filadélfia, chama o Papa Francisco de mentiroso

    LER MAIS
  • No caminho do Reino com Pe. Zezinho, scj - Resenha

    LER MAIS

Newsletter IHU

Fique atualizado das Notícias do Dia, inscreva-se na newsletter do IHU


Por: Cesar Sanson | 10 Julho 2012

Arnaldo Lopes Süssekind tinha apenas 24 anos quando foi convidado para participar da comissão que criou a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), promulgada por Getúlio Vargas, em 1943.

A notícia é do jornal Folha de S.Paulo, 10-07-2012.

Sua competência como advogado trabalhista havia chamado a atenção dois anos antes, quando lançara seu primeiro livro, "Manual da Justiça do Trabalho".

Ao longo dos anos, Süssekind tornou-se uma das maiores autoridades em direito do trabalho no país. Foi ministro do Trabalho e Previdência Social no governo Castello Branco, de abril de 1964 a dezembro de 1965, época em que as duas áreas estavam unificadas numa só pasta. Também foi ministro da Agricultura, em 1964, no governo de transição entre a renúncia de Jânio Quadros e a posse de João Goulart.

Ministro do TST entre 1965 e 1971, o jurista foi homenageado pelo tribunal em 2010. Em seu discurso, o atual presidente do TST, João Oreste Dalazen, lembrou que, enquanto Süssekind esteve à frente do Ministério do Trabalho, defendeu o instituto da estabilidade no emprego, substituído pelo FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) após sua saída.

Até seus últimos dias, atuou como consultor jurídico da Vale e como conselheiro da Santa Casa da Misericórdia do Rio.

Süssekind morreu ontem, dia em que fez 95 anos, em consequência de uma insuficiência respiratória, seguida de parada cardíaca. Estava internado no hospital Samaritano, em Botafogo, no Rio.

Seu corpo será velado hoje, no prédio do TRT do Rio, e cremado à tarde, no cemitério São Francisco Xavier, na zona norte da cidade.

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

Comunique à redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Morre o último remanescente dos criadores da CLT - Instituto Humanitas Unisinos - IHU

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV